.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

ASSISTA A REPORTAGEM: REVOLTA E PEDIDO DE JUSTIÇA EM SEPULTAMENTO DE MULHER ASSASSINADA PELO EX-MARIDO EM OLHO D'ÁGUA DAS CUNHAS


O crime que chocou a cidade de Olho D'água das Cunhas, aconteceu na tarde da ultima quarta feira (04), por volta das 14h00min, Valdenes Pereira de Sousa de 32 anos, foi assassinada pelo ex-marido, Antônio Oliveira Costa, conhecido por “Antônio do Boiadeiro”.

Ele estava na cidade há dois dias, e antes de cometer o assassinato teria dormido com Valdenes “Vítima” um dia antes. Já na tarde de quarta feira (04) de fevereiro, por volta das 14h00min, em um bar da cidade onde ela se encontrava, chegou Antônio do boiadeiro e efetuou um disparo de arma de fogo no braço da vitima, que correu até uma oficina próxima, mas foi alcançada por Antônio que efetuou mais um disparo atingindo Valdenes, que ainda foi socorrida e levada para o hospital local, mas não resistiu e veio a óbito.
Ela tinha chegado do estado do Tocantins há cerca de 10 (Dez) dias com sua filha de sete 07 (Sete) anos na cidade de Olho D’água das Cunhas, a mesma estava separada do marido Antônio do Boiadeiro como era conhecido. Antônio não aceitava a separação e já vinha ameaçando a vitima de morte várias vezes, a qual também já tinha sido avisada por familiares e amigos.
   

Ele estava na cidade há dois dias, e antes de cometer o assassinato teria dormido com Valdenes “Vítima” um dia antes. Já na tarde de quarta feira (04) de fevereiro, por volta das 14h00min, em um bar da cidade onde ela se encontrava, chegou Antônio do boiadeiro e efetuou um disparo de arma de fogo no braço da vitima, que correu até uma oficina próxima, mas foi alcançada por Antônio que efetuou mais um disparo atingindo Valdenes, que ainda foi socorrida e levada para o hospital local, mas não resistiu e veio a óbito.


O corpo de Valdenes Pereira de Sousa está sendo velado em Alto Bonito, município de Bom Lugar, onde sua mãe e outros familiares moram. 



Segundo informações da família da vítima, tudo foi planejado pelo assassino, que teria deixado à filha na casa da vizinha, e depois teria pedido uma amiga para chamar a vítima. Ainda segundo informações o acusado usava droga.

Primo da vítima disse que ele era tratado muito bem pela nossa família e que nunca pensávamos que ele faria uma covardia dessas, e que tudo teria sido motivado por uma mensagem.


Assista a reportagem produzida pelo repórter Ray Lima no povoado Alto Bonito.