,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quinta-feira, 5 de março de 2015

BEBÊ MORRE E FAMÍLIA ACUSA HOSPITAL DE NEGLIGÊNCIA EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp



A história do jovem casal Antônio Carlos, de 17 anos e Luana Gomes Vieira, de 14 anos, moradores do Residencial Terra do Sol V, emociona... O sonho de ter o primeiro filho era compartilhado por familiares e amigos, mas o sonho se transformou em pesadelo.


Na madrugada do dia 04 de março, Luana deu entrada na Maternidade da cidade de Bacabal por volta de 01h00min da madrugada, e após várias horas de espera finalmente Luana foi encaminhada a sala de parto. E por volta das 08h00min da manhã veio a triste noticia, o bebê havia morrido no parto.

Familiares acusam o hospital de negligência.

O dinheiro que era para comprar o restante do enxoval do bebê, o pai ainda encontrou forças para ir até a funerária compra o caixão da própria filhinha.

Na certidão de óbito do bebê emitida pela maternidade diz que a causa morte foi Natimorto. 
"Natimorto ou nado-morto são denominações dadas ao feto que morreu dentro do útero ou durante o parto, sendo a morte de um produto da concepção ocorrida antes da expulsão ou de sua extração completa do corpo materno, independentemente da duração da gestação. A indicação do óbito fetal é dada pelo fato de que, após a separação do corpo materno, o feto não respire ou mostre qualquer outra evidência de vida, tais como: batimento do coração, pulsação do cordão umbilical ou movimento efetivo dos músculos de contração voluntária"






Esse não é o primeiro caso que acontece na Maternidade, Hospital e Socorrão de Bacabal.