,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

'SÓ PENSAVA EM CORRER', CONTA SOBREVIVENTE DE 'MAR' DE REFRIGERANTE

Compartilhar no WhatsApp

Alexandre Santana conta detalhes sobre como fugiu de carga de bebida.

'Eu nunca mais vou passar por aqui', diz guarda municipal.


O guarda municipal Alexandre Santana passou por um dos maiores sustos de sua vida na quarta-feira (29). Ele ia para o trabalho às 6h05 e caminhava tranquilamente pela calçada da Rua Xavier Curado, em Marechal Hermes, no Subúrbio do Rio, quando foi surpreendido por uma ‘avalanche’ de engradados de refrigerante em sua direção. Em entrevista ao RJTV desta sexta-feira (1º), ele afirmou que o acidente foi o maior susto de sua vida.
As imagens de câmeras de segurança das casas da região flagraram o desespero de Alexandre, que correu e se agarrou a um portão para conseguir escapar de um mar de bebida, caixotes e garrafas."Só pensava em correr, correr muito. Tive muito medo de morrer naquela hora", contou o guarda municipal, que não se feriu.
Do G1 Rio



Se não fosse este portão eu já estaria morto"
Alexandre Santana,
guarda municipal





Ele conta como foram os momentos de desespero pelos quais passou. "Eu caminhava normalmente para o trabalho. Estava pensando em fazer um bom dia de serviço. O caminhão vinha em uma velocidade que não era compatível com a curva e eu vi as caixas se projetando para o lado de fora. Coloquei a mão no muro e vi que não tinha para onde correr. Então eu voltei e vi um portão de garagem. Pensei: ‘é aqui que vou me proteger’. E foi o que eu fiz. Corri e me segurei", relata Alexandre, que completa "Se não fosse este portão eu já estaria morto".

Traumatizado, ele não quer mais passar pelo local do acidente. "Eu nunca mais vou esquecer isso. E eu não vou mais passar por aqui. Nunca mais. Agora eu venho de ônibus. Porque esse é um lugar muito perigoso".
Alexandre teve uma surpresa. A família dona da casa cujo portão ajudou a salvá-lo preparou uma festa para o guarda municipal, com direito a bolo, doces e salgados. Todos fizeram questão de brindar, mas com copos de suco.
Redutores de velocidade
Após o acidente, a Companhia de Engenharia de Tráfego (Cet-Rio) informou que o local já possui sinalização na pista e placas. No entanto, eles agora estudam a instalação de um redutor de velocidade. Técnicos da companhia estiveram no local para analisar as condições de trânsito.

A polícia apura se a carga de refrigerantes estava bem presa ao caminhão.
Rio de Janeiro Refrescos Ltda. informou que está apurando as causas do incidente ocorrido nesta quarta (29), em Marechal Hermes. O serviço de transporte é terceirizado e executado pela empresa Águia Branca Logística. A transportadora informou que as manutenções preventivas do caminhão estão em dia e que está prestando toda a assistência necessária.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para falandoseriobacabal@gmail.com ou Whatsapp - (99) 9 8122 - 9873 - Whatsapp (99) 9 8136 - 5088 - Whatsapp (99) 9 8196 - 5959