.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

POLÍCIAS DO MA E PI DESARTICULAM QUADRILHA DE LADRÕES DE CARRO


Pelo menos 11 pessoas foram presas e carros apreendidos na operação.

Operação das polícias do Maranhão e Piauí foi deflagrada nesta terça (30).

Ação foi deflagrada simultaneamente em três cidades do Maranhão e Piauí (Foto: Divulgação/SSPMA)Ação foi deflagrada simultaneamente em três cidades do Maranhão e Piauí (Foto: Divulgação/SSPMA)
Uma operação conjunta das polícias Civil do Maranhão e Piauí resultou na prisão de onze pessoas ligadas a uma quadrilha especializada em roubo, adulteração e falsificação de documentos de veículos nesta terça-feira (30). Além das prisões, foram apreendidos doze carros, uma máquina para fabricar placas automotivas e cerca de R$ 12 mil em dinheiro.

A polícia também encontrou mais de 200 documentos, que podem ser do lote extraviado do Departamento Nacional de Trânsito do Piauí em 2014.  Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, mais de 150 policiais participaram da ação coordenada pela Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter-MA) e Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco-PI).

Polícia apreendeu mais de 200 documentos, que podem ser do lote extraviado do Departamento Nacional de Trânsito do Piauí em 2014. (Foto: Chiybunga/SSPMA)
Polícia apreendeu mais de 200 documentos, que
podem ser do lote extraviado do Detran-PI em 2014.
(Foto: Chiybunga/SSPMA)
O delegado Armandino Pinto, titular da Polinter, disse que as investigações começaram há quase um ano e tiveram como foco a atuação da quadrilha nas cidades de Timon (MA), Teresina e Parnaíba no Piauí e em outras partes do país. “Três pessoas foram presas em Timon, enquanto os outros suspeitos foram capturados pela polícia piauiense”, disse ao G1.

Ao todo a polícia cumpriu oito mandatos de prisão e 30 de busca e apreensão durante o desenrolar da “Operação Adulteração”, nome dado a ação que ainda investiga outros envolvidos com a quadrilha.

Parte dos detidos foi encaminhada para a Delegacia Regional de Timon, enquanto outros foram levados para o Piauí, onde serão adotados as devidas providências. 
G1-MA.