.

sábado, 9 de janeiro de 2016

COMITIVA DA OAB ESTÁ EM BACABAL PARA ACOMPANHAR INVESTIGAÇÕES SOBRE INCIDENTE NO QUARTEL




O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão, Thiago Diaz reuniu-se com o coronel Heron Santos, corregedor da Polícia Militar do Maranhão, para cobrar imparcialidade do órgão da PM na apuração dos fatos que envolveu um coronel da Polícia Militar em Bacabal ao ameaçar com um revolver um cabo em companhia do seu advogado.
Após a reunião, a comitiva formada pelo presidente da OAB/MA, o vice-presidente Pedro Augusto Souza de Alencar, os conselheiros Federais, Charles Diaz e Luis Augusto Guterres, e o Conselheiro Estadual, Flávio Henrique Matos, e Tesoureira Deborah Cartagenes seguiram para a cidade de Bacabal e, já se encontram na cidade para manifestar total apoio aos envolvidos na violação das prerrogativas perpetradas naquela cidade. “O advogado é inviolável no exercício da profissão. O ataque praticado contra o advogado e o seu constituinte atinge a todos os advogados bem como o próprio Estado de Direito”, enfatizou o presidente da OAB/MA, Thiago Diaz. “Exigimos imparcialidade e aplicação das medidas administrativas e penais cabíveis”, complementou Pedro Alencar.

Comissão em Defesa das Prerrogativas
Até o final do mês de janeiro, deverão ser empossados os presidentes das diversas Comissões que integram a OAB/MA. Entre elas, a de Defesa das Prerrogativas, que tem como atribuição defender os direitos dos advogados no exercício da profissão, assegurando-lhes o acompanhamento efetivo nos casos em que estejam sendo obstruídos na atividade profissional ou sofrendo algum constrangimento por parte de membros do Judiciário, Ministério Público, ou de qualquer instituição da esfera pública ou privada.
Em nota a Polícia Militar do Maranhão informou que afastou o tenente coronel Miguel Neto, do 15º Batalhão da Polícia em Bacabal, e encaminhado para o comando da PM, em São Luís, para prstar esclarecimentos aos seus superiores. Ele desentendeu-se com o cabo Bandeira e seu advogado e puxou uma arma contra os dois. O cabo também será ouvido.
Informações da OAB