,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADOS DE PRISÃO EM OPERAÇÃO “INOCÊNCIA ROUBADA”

Compartilhar no WhatsApp



IMG_9627


Na manhã de terça-feira (02), a Polícia Civil por meio da área Seccional Oeste deu cumprimento a mais dois mandados de prisão por sentença condenatória na capital.
Sob a coordenação do delegado Elson Ramos e determinação da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), as já requeridas prisões foram realizadas no intuito de dar continuidade à operação iniciada no fim de janeiro que visa o cumprimento de mandatos prisão por crimes de estrupo de vulnerável.
Nessa nova fase da operação, foram cumpridos os mandatos de Valdir Moreira Pinto (75 anos), Sérgio Luiz Pereira (49 anos) e Raimundo Miranda dos Santos (28 anos), que já haviam sido acusados anteriormente pelo crime de estupro de vulnerável, porém ainda não tinham recebido nenhuma sentença e por esse motivo foram incorporados em sentença condenatória.
IMG_9633

Segundo Elson Ramos todos os presos durante essa operação devem ser encaminhados ao centro de triagem em Pedrinhas onde aguardarão o procedimento da justiça. Ainda segundo ele a operação “Inocência Roubada” só será finalizada quando todos os cerca de 20 mandatos forem desempenhados. Com os suspeitos presos na segunda fase, somam agora cinco acusados presos até o momento.
A operação
Desde o dia 24 de janeiro a operação “Inocência Roubada” vem sendo realizada na capital com o objetivo de cumprir cerca de 20 mandados de prisão por crimes de estrupo de vulnerável. Após a impactação causada pelo caso de estupro contra uma criança no bairro do Cohatrac, a Polícia Civil começou uma operação de grande relevância por intermédio da Superintendência de Polícia Civil da Capital, em apoio à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.
Na semana passada foram realizadas buscas em toda região metropolitana findando com a prisão de Adão Raimundo de Jesus e Carlos José Pinto Braga, ambos já condenados.
Segundo o Delegado Armando Pacheco, Superintendente de Polícia da Capital “A principal dificuldade dessa operação é a localização dos suspeitos, pois muitos deles se evadem de suas residências ou mudam de cidade. Contudo, o cumprimento desses mandados é uma prioridade para nós”.
Luis Furtado – Ascom SSP