.

sexta-feira, 4 de março de 2016

SECRETARIA DE SEGURANÇA APRESENTA EX-PREFEITO PRESO POR AGIOTAGEM


IMG_2424

A Secretaria de Segurança Pública apresentou na manhã desta quarta-feira (02), por volta das 10hs, no Auditório Leofredo Ramos, o ex-prefeito de São Domingos do Azeitão, José Cardoso da Silva Filho e sua esposa, Leda Cardoso. Eles foram presos em sua residência e estão sendo investigados por envolvimento em agiotagem e corrupção ativa e passiva contra as prefeituras maranhenses. O casal foi preso pela Polícia Civil nas primeiras horas desta terça-feira (01). Além deles, a polícia está à procura do ex-prefeito Sebastião Fernandes Barros, que também já foi gestor do município.
As prisões aconteceram através da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR) que, dando continuidade às ações de combate à agiotagem e desvio de recursos nos municípios maranhenses, cumpriu  mandados de prisões temporárias contra o ex-prefeito e sua esposa. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência dos mesmos. As prisões têm origem na Operação Detonando, que em 2012 encontrou na residência de um agiota, cheques e documentos comprometedores de 42 prefeituras de municípios maranhenses.
Durante a coletiva de imprensa realizada no auditório da SSP, estavam presentes o Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela, o Delegado Geral Lawrence Melo, o Superintendente da Secoor Roberto Vagner Fortes e o delegado Leonardo Bastian que participou da prisão do ex-prefeito. O Promotor de Justiça Marcos Valentin Paixão participou da coletiva representando o Ministério Público.
IMG_2413

Crimes de a agiotagem contra prefeituras
Na oportunidade, o Secretário de Segurança, Jefferson Portela afirmou que a Polícia Civil vem dando a resposta certa contra os maus gestores. Ele ponderou que “A Polícia Civil tem a responsabilidade criminal e neste sentido realizou a prisão destes dos inimigos da sociedade. A finalidade maior nestas investigações contra os maus gestores é a prevenção contra a agiotagem e, consequentemente, a prisão dos envolvidos nesta modalidade de crime. Estamos realizando dezenas de procedimentos que culminaram em inúmeras prisões desde a morte do jornalista Décio Sá. A partir destas investigações foram encontrados diversos documentos e cheques comprometendo diversos gestores públicos”, finalizou o secretário.
O Delegado Geral da Polícia Civil, Lawrence Melo, presente na coletiva, enfatizou que “Os desvios de recursos públicos culminam com a insegurança pública, causando graves mazelas sociais nos municípios maranhenses. O Delegado Geral disse ainda que as investigações continuarão em torno das prefeituras  suspeitas de prática de corrupção”.
Prisão de ex-gestores por improbidade administrativa
O delegado Leonardo Bastian, que esteve à frente da operação, repassou que José Cardoso assumiu a prefeitura de 2005 a 2008. Ele então apoiou o seu motorista, o Sebastião Fernandes Barros, que assumiu a prefeitura de 2009 a 2012. Durante as duas gestões detectamos diversas irregularidades indicando o desvio de recursos públicos e peculato. As investigações irão continuar no sentido que todos os envolvidos das 42 prefeituras sejam investigados.
Mauro Wagner  Ascom/SSP