,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

EX-PREFEITO É CONDENADOR POR CALÚNIA CONTRA PROMOTOR DE JUSTIÇA

Compartilhar no WhatsApp



Antônio Marcos de Oliveira vai pagar R$ 40 mil de multa e vai usar tornozeleira eletrônica por 30 dias
Reprodução
Foto: Praça em Buriticupu
Em audiência realizada nesta terça-feira, dia 21, no Fórum de Buriticupu, foi determinado ao ex-prefeito da cidade Antônio Marcos de Oliveira, o "Primo", o cumprimento de pena pelo crime de calúnia contra o promotor de justiça Alessandro Brandão Marques. O fato ocorreu em 2007.
No processo, o ex-gestor foi acusado pelos crimes de calúnia e difamação, tendo sido condenado, respectivamente a um ano e oito meses de detenção. De acordo com o juiz Duarte Henrique Ribeiro de Souza, no entanto, o segundo crime prescreveu, pois a Denúncia só foi feita em 2010, e a pena foi extinta.
A pena por Calúnia, que era de um ano, foi substituída por duas restritivas de direito com a obrigação de prestação de serviços à comunidade e limitação de final de semana. Foi pedido pela defesa do ex-prefeito a substituição da prestação de serviços pelo pagamento de um valor em dinheiro, o que foi aceito pelo juiz, com a anuência do promotor Peterson Armando Azevedo de Abreu, titular da Comarca de Buriticupu.
Dessa forma, Antônio Marcos de Oliveira foi condenado ao pagamento de R$ 40 mil, em duas parcelas, que serão destinados a algum projeto social determinado pela Justiça, e a permanecer em sua residência pelo período de cinco horas nos sábados e nos domingos pelo prazo de 30 dias.
Nesse período, o ex-prefeito deverá utilizar uma tornozeleira eletrônica. Do O Imparcial