,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

domingo, 17 de julho de 2016

EDUARDO DP” ACUSADO DE INTEGRAR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE DESVIOU DINHEIRO DOS COFRES PÚBLICOS SE APRESENTA À SECCOR E JÁ ESTÁ EM PEDRINHAS

Compartilhar no WhatsApp

Eduardo DP


Por conta de um mandado de prisão preventiva expedido pelo desembargador Raimundo Nonato Magalhães Neto, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, Eduardo José Bastos Costa, de 42 anos, conhecido como “Eduardo DP”, se apresentou à Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (SECCOR), onde prestou   depoimento na tarde desta quarta-feira (13).
 Eduardo DP é apontado pela Policia Civil do Maranhão e o Grupo Especial de Combate a Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público, como integrante de uma organização criminosa responsável por desviar R$ 2 milhões dos cofres públicos do município de Paulo Ramos.
Durante a operação “Paulo Ramos II”, deflagrada pela Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), em conjunto com o Gaeco, no último dia 05, a polícia deu cumprimento a sete mandados de prisões preventivas. Na ocasião, foram presos o gestor do município de Paulo Ramos, Tancledo Lima Araújo, George Esber Mansour, Moussa Esber Mansour, Geovana Carla Costa Freitas Mansour e o irmão do prefeito e então secretário de Administração e Finanças do município, Joaquim Lima.
Também foi dado cumprimento de mandado de prisão por trinta dias do ex-funcionário e responsável da empresa Rio Anil, de propriedade de ”Eduardo DP” e José Alencar Miranda, pai do agiota Gláucio Alencar. Estes dois últimos foram presos durante a Operação “Detonando” realizada em 2012 que investigava o assassinato do jornalista Décio Sá e constatou que uma organização criminosa comandada por Gláucio e seu pai fraudava recursos públicos em 42 municípios do Estado.
Após tomar ciência da ordem de prisão, Eduardo José Bastos foi encaminhado ao Centro de Triagem, em Pedrinhas ficando à disposição do Poder Judiciário. "Com informações da SSP/MA"