,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

FUNCIONÁRIOS DO PRONTO SOCORRO MUNICIPAL DE BACABAL PARALISAM SUAS ATIVIDADES POR FALTA DE PAGAMENTO

Compartilhar no WhatsApp
 
O caos na saúde de Bacabal já vem se alastrando há anos. Porém, a cada dia que se passa o problema se agrava para aquelas pessoas de poucas posses e que precisam recorrer a serviços púbicos, especialmente de saúde.  Denúncias de má gestão do dinheiro,  falta de condições de trabalho e atrasos de pagamento dos funcionários é uma triste realidade. Nem a presença do Dr. Francisco de Paula, procurador da República, que fez uma visita surpresa ao Socorrão, onde várias irregularidades foram detectadas fez com que as coisas melhorassem. O procurador deu um prazo de 85 (oitenta e cinco) dias para que as necessidades fossem supridas pelo executivo municipal o que até agora não aconteceu.
Para piorar a situação, aquelas pessoas que procuraram atendimento na manhã desta terça-feira (13) foram surpreendidas com a notícia de que a unidade de saúde estava paralisada por falta de pagamento dos funcionários que não recebem dinheiro há três meses, inclusive os médicos. Com a paralisação do Socorrão, o hospital Regional Laura Vasconcelos que não atende a contento a grande quantidade de pessoas que procuram atendimento médico todos os dias, continuará sobrecarregado.
Informações dão conta que o Materno Infantil passa pelo mesmo problema, ou seja, funcionários com salários atrasados. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que esteve paralisado há poucos dias por falta de pagamento, hoje, está funcionando apenas com 30% (trinta por cento) da sua capacidade.
Enquanto isso quem sofre com o descaso são as pessoas mais simples, humildes. Com a palavra as autoridades responsáveis pelo assunto. Blog André Araújo