PUBLICIDADE

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

ESCOLINHA IMPROVISADA ATENDE CERCA DE 40 CRIANÇAS DO BAIRRO VILA DA PAZ EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp


Cerca de 40 crianças que moram no bairro Vila da Paz em Bacabal, frequentam em seu tempo ocioso a Escolinha improvisada idealizada por Dona Antônia Ribeiro.

Com tampouco estudo, mas com muita força de vontade, ela improvisou a sala de casa e montou um local de estudos.


Perguntado ao aluno Júlio César, 9 anos de idade, o quê ele estava aprendendo na escolinha?  Ele respondeu; “Aqui estou aprendendo a Ler e ter um futuro muito melhor”.

“Aqui eu aprendo a ler, escrever e ser gente” disse Francisco, de 6 anos.

Assim como Júlio César e Francisco, outras crianças que não têm tantas oportunidades acabam vendo no projeto realizado por Dona Antônia, o caminho para seguir um rumo diferente de tantos que enveredaram para o submundo do crime.
Júlio César e Francisco
A falta de ação do poder público em áreas periféricas acaba fomentando o aliciamento de jovens e crianças para o lado errado. Entretendo, a responsável pela escolinha, garante, se depender dela, criança do bairro Vila da Paz, não será aliciada pelo submundo.




A pesar de pequeno, o espaço acaba bem dividido e termina acomodando todo mundo, mas ela nos repassou que as vezes tem que pedir cadeiras aos vizinhos. Do ano passado para cá, muitas coisas mudaram na Escolinha, e tudo isso, graças a boa vontade de alguns que doaram ventiladores bebedouros, livros e mesa. Mas, ainda falta muito. “Precisamos de mais espaço, cadeiras, quadro, mesa. Se o espaço fosse maior, tinha mais criança” Disse Dona Antônia.


Por falta de espaço e estrutura, as crianças atendidas pelo projeto de Dona Antônia Ribeiro, tem aulas apenas no horário da tarde, algo que ela afirma. “Se tivesse apoio, seria possível fazer bem mais”.