GOVERNO DO MARANHÃO

GOVERNO DO MARANHÃO

.

sexta-feira, 3 de março de 2017

HERÓI DA POLÍCIA MILITAR RETORNA À SUA TERRA NATAL NA COMPANHIA DE SEUS COMANDANTES


O policial S. Neto foi atingido por dois disparos de arma de fogo, durante confronto com bandidos na cidade de Zé Doca, passou seis meses internado e retornou quinta-feira a Timon, após receber homenagens da PM e da SSP.
Foto: Nilson Figueiredo
Bravura e o desejo de servir, foram estes valores que levaram o soldado Raimundo Carlos de Sousa Neto, conhecido como “S. Neto” ao confronto com criminosos no ano de 2016, oportunidade em que foi alvejado por dois disparos de arma de fogo. Por conta deste incidente, o soldado S. Neto permaneceu internado por cerca de seis meses, lutando por recuperação. Na manhã desta quinta-feira (02), às 11hs, no Comando Geral da Polícia Militar, o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela e o comandante geral da Polícia Militar, o Cel. José Frederico Pereira promoveram um momento de agradecimento pela vida do soldado S. Neto. Familiares e a corporação de despediram do herói, que retornou de helicóptero para o município de Timon, acompanhado pelo secretário de Segurança e o Comandante da PM.
Durante o momento de agradecimento e despedidas, que aconteceu no hangar do Centro Tático Aéreo (CTA), no Comando Geral, foram realizados um louvor e uma palavra de oração pelo livramento recebido pelo Soldado S. Neto. Após a oração, o soldado, mesmo com um pouco de dificuldade, tomou a palavra e disse “Eu sou o soldado S. Neto, estive 199 dias em estado grave, mas, Deus me tirou do Vale da vida e da morte e me recuperou. Quero agradecer ao Governo do Estado, na pessoa do governador Flávio Dino, ao secretário de Segurança Pública Jefferson Portela e ao comandante geral da Polícia Militar, o Cel. Frederico Pereira e a minha família, pela ajuda e atenção durante o tempo que fiquei internado. Quero agradecer em especial à minha esposa que esteve sempre ao meu lado”

Presentes ainda na solenidade, o Delegado Geral da Polícia Civil, o delegado Lawrence Melo; o Superintendente de Polícia Civil do Interior, Dicival Gonçalves; o Comandante Geral do CBMMA, o coronel Célio Roberto, além de outras autoridades civis e militares e convidados.
Confronto com criminosos
A ação criminosa aconteceu no mês de agosto de 2016, quando o soldado S. Neto, enfrentando criminosos, foi vítima de disparos de arma de fogo no município de Zé Doca-MA. Após o incidente, o policial S. Neto foi internado em estado grave, passando por diversas cirurgias para conter infecções que se manifestaram. Durante o período que permaneceu internado, o militar passou muito tempo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde usou mais de 50 bolsas de sangue. Após ser liberado pelo corpo médico, o militar, depois de 06 meses e 16 dias internado e com 35 kg a menos, retornou de helicóptero para o município de Timon, acompanhado do secretário de Segurança Pública e do comandante da Polícia Militar.
O comandante Geral da PM, o Cel. Frederico Pereira cantou o hino “Raridade” do cantor gospel Anderson Freire” e, após palavras de encorajamento,disse que “A partir deste confronto no município de Zé Doca, onde o S. Neto, após troca de tiros, foi alvejado, não deixamos o nosso irmão sozinho. Desde o início dessa luta, ele passou praticamente seis meses hospitalizado e hoje está retornando para a sua residência no município de Timon. Quero lhe dizer que você, S. Neto, nunca esteve sozinho. Nós da Polícia Militar, somos parte da sua família, lhe acompanhamos direto, e torcemos pelo seu pleno restabelecimento. Deus nunca lhe abandonou e hoje é a prova da sua proteção na sua vida. Rogamos a Deus que continue a lhe abençoar.
O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela ressaltou:  “Quero complementar neste momento, o S. Neto, que é a maior autoridade aqui presente, neste momento. Você é o herói da Polícia Militar. Quero pedir uma salva de palmas para o nosso irmão. Saiba que você nunca esteve só. Após este incidente, todos se uniram, quer com ações materiais, em pensamentos, na torcida. Neste seu caso, houve a graça de Deus na sua vida e estamos aqui para lhe acompanhar até a sua residência, até o município de Timon. A direção da Polícia Militar, os comandantes de áreas, o Batalhão de Choque; a direção da Polícia Civil, os Superintendentes, todos torcemos pela sua pronta recuperação. A nossa luta é diária, pois a polícia defende a sociedade da criminalidade”.
Mauro Wagner/ASCOM SSP-MA