PUBLICIDADE

sexta-feira, 31 de março de 2017

SEIC: TRÊS INTEGRANTES DE QUADRILHA INTERESTADUAL ESPECIALIZADA EM ROUBOS A BANCO SÃO PRESOS COM ARSENAL DE ARMAS, MUNIÇÕES E EXPLOSIVOS EM SANTA LUZIA, MA.

Compartilhar no WhatsApp


Operação realizada pela Polícia Civil por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, Delegacia Regional de Santa Inês e Polícia Militar de Santa Inês, resultou na prisão de três assaltantes de banco e na apreensão no povoado ferro velho, zona rural do município de Santa Luzia, o armamento utilizado na tentativa de assalto ao Banco do Brasil da cidade de Santa Luzia, ocorrido no dia 07.03.2017, com a utilização de explosivos.

Foram apreendidos um fuzil AK 47, duas escopetas calibre 12, uma carabina calibre .30, coletes balísticos, 250 munições de diversos calibres (.30, 380, .12, .40, .762, ), 22 bananas de dinamite e apetrechos utilizados em explosões a caixas eletrônicos.

Após a tentativa do assalto realizado no dia 07.03.2017, o caso passou a ser investigado pelo Departamento de Combate ao Roubo às Instituições Financeiras da SEIC que conseguiu identificar uma quadrilha interestadual (PE, GO e MA) acusada de ter praticado o referido crime.

A aludida quadrilha é chefiada pelo nacional Raimundo Magno de Moraes Silva, vulgo “CABEÇA”, de 30 anos, natural de Santa Inês-MA, sendo que “CABEÇA” já tinha sido preso pela SEIC no ano de 2009 pelo assalto ao Banco do Brasil da cidade de Santa Luzia, praticado no dia 30.06.2009 e pelo assalto ao Banco do Brasil da cidade de Brejo, ocorrido em 2009.

No dia de ontem recebemos informações da Delegacia Regional de Santa Inês de que “CABEÇA” fora abordado pela Polícia Militar na posse de uma caminhonete Frontier, cor prata, Placa: nkb-2000/GO, e na companhia de Henrique Kaluzny da Silveira, 29 anos, natural de Goiânia e Paulo Henrique de Sousa Silva, 21 anos, natural de Goiânia, sendo que após minuciosa revista no veículo nada de ilícito fora encontrado, porém havia suspeita dos conduzidos possuírem mandado de prisão em aberto, sendo, portanto encaminhados para a Delegacia Regional de Santa Inês.


Com os levantamentos realizados pelos investigadores da SEIC foi possível localizar um sítio no povoado ferro velho, Município de Santa Luzia utilizado como esconderijo da quadrilha, sendo encontrado no referido sítio um fuzil AK 47, duas escopetas calibre 12, uma carabina calibre .30, coletes balísticos, 250 munições de diversos calibres (.30, 380, .12, .40, .762, ), 22 bananas de dinamite e apetrechos utilizados em explosões a caixas eletrônicos.


Os conduzidos confessaram que na próxima semana iriam assaltar o banco da cidade de Buriticupu. Após análise técnica jurídica dos fatos todos foram autuados em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa, uso de documento falso, bem como foi representada pela prisão preventiva dos conduzidos pela tentativa de assalto ao Banco do Brasil da cidade de Santa Luzia ocorrido no dia 07.03.2017.