PUBLICIDADE

sexta-feira, 30 de junho de 2017

OPERAÇÃO INTEGRADA ENTRE ÀS POLÍCIAS DO MARANHÃO E PIAUÍ DESARTICULADA PARTE DE UMA QUADRILHA ESPECIALIZADA EM ROUBO A BANCO E TRÁFICO DE DROGAS

Compartilhar no WhatsApp

O grupo de repressão ao crime organizado / GRECO/PI, em parceria com a Polícia Civil do Maranhão(superintendência estadual de investigação criminal) SEIC-MA  e BOPE-PI, (batalhão de operações especiais) e diretoria de inteligência da SSP/PI, iniciou operação na noite do dia 27/06/2017 com o intuito de abordar ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE TRÁFEGAVA EM  possíveis veículos ROUBADOS que transportavam material explosivos, munições e demais apetrechos a serem utilizados em ação delituosa contra instituição financeira do Sul do estado do Piauí na data seguinte, oportunidade em que foi montada barreira BR 316 e feita abordagem  de 3 (três) veículos roubados, quais sejam, um Toyota Étios placa PIP 7323 de cor chumbo, uma saveiro Volkswagen cor chumbo de placa PII4689 e uma Toyota Hilux cabine simples de cor branca placa LVN4230, este último, veículo tomado de assalto na tarde do mesmo dia no bairro Dirceu.

No interior de um dos veículos foi encontrado determinada quantidade de munição, explosivos, coletes balísticos, alavancas, dentre outros apetrechos utilizados em ações contra instituições financeiras.


No momento da abordagem, os criminosos conseguiram empreender fuga pela mata fechada que margeia a estrada.  Após realizadas as apreensões e encaminhamento de praxe à sede do GRECO/PI, na data seguinte, quando demais equipes policiais continuavam as diligências, surgiu uma informação de um popular que denunciou anonimamente a rua e bairro onde estariam 2 indivíduos envolvidos com a fuga da abordagem do dia anterior.  Em seguida, com base em trabalho investigativo, foi possível descobrir o local exato em que ambos estavam homiziados, oportunidade em que, após a polícia chegar ao local e da voz de prisão, ambos os indivíduos. Em prenderam fuga novamente pelos fundos da residência, tendo sido possível a captura de Diego Alves de Morais, vulgo, cabeludo, o qual se apresentou falsamente com o nome Cleiton de Sousa Alves.

Após consulta realizada, constatou-se que Diego Alves de Morais possuía mandado de prisão preventiva em aberto por participação no roubo ao banco do Brasil da cidade de coelho neto- MA no ano de 2016. Ao ser realizada busca na residência em questão, em um dos cômodos do local, foram encontrados 22 tabletes de maconha de aproximadamente 1 kg cada, um revólver 38 municiado, balança de precisão para pesagem, estando no interior do local a pessoa de Ulliana Costa de Melo, então companheira de Diego Alves de Morais. Ainda, foi encontrado próximo a droga, um RG pertencente à Fernando Machado de Vasconcelos, vulgo, Geleia, o qual, após consulta, constatou-se tratar de perigoso assaltante de banco atualmente foragido na penitenciária de pedrinhas quando da última fuga ocorrida no dia 21/05/2017, ocasião em que houve a utilização de explosivos para derrubar o muro no qual fugiram aproximadamente 24 assaltantes de bancos.




Após terem afirmado Diego Alves de Morais e Ulliana Costa de Melo que Fernando Machado de Vasconcelos, vulgo, Geléia, era o indivíduo que havia conseguido fugir do local e que havia chegado há poucos dias do estado do Maranhão, ambos foram encaminhados junto com todo o material apreendido à sede do Greco para a lavratura dos procedimentos legais.