,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

SONHO DE DÉCADAS: SAAE DE BACABAL ADQUIRE BALSA PARA ADAPTAÇÃO DE BOMBA ANFÍBIA.

Compartilhar no WhatsApp

Logo assim que assumiu o comando do município o prefeito Zé Vieira formou sua equipe de governo e atribuiu à cada um dos integrantes que fizesse um minucioso levantamento de cada área e, o abastecimento d’água, foi uma delas.

Nomeado para a direção geral do Serviço Autônomo de Água e Esgosto (SAAE) o jovem Ramon Braga logo arregaçou as mangas e, com a colaboração de técnicos competentíssimos, passou a colocar em prática um plano ousado de reestruturação de todo o sistema daquela autarquia municipal e, logo nos primeiros dias de gestão, o “calcanhar de Aquiles” do setor deu um forte sinal de depreciação.

Com mais de 40 anos de uso e sofrendo com a erosão, a Estação de Captação que fica localizada à margem do Rio Mearim, na conhecida Curva do Anum, por pouco não desceu por água abaixo, literalmente falando, quando em plena terça-feira de carnaval, dia 28 de fevereiro desse ano, cabos de aços improvisados, pelas antigas gestões, para evitar que a estrutura caísse, se romperam durante a madrugada, obrigando o desligamento do sistema de abastecimento durante todo o dia.

Naquela oportunidade o diretor Ramon Braga acompanhou todo o processo de perto e atribuiu a difícil situação a negligência dos seus antecessores. Contudo, ele mesmo frisou que o problema havia sido resolvido apenas provisoriamente, explicando que o mesmo só será resolvido definitivamente com a compra de uma balsa anfíbia, o que, segundo da autarquia, foi comunicado imediatamente ao prefeito de Bacabal, José Vieira.

Menos de 120 dias depois, o compromisso e o sonho de décadas começam a se transformar em realidade com a chegada e início da instalação da balsa para adaptação da bomba anfíbia, que proporcionará trabalhar com aproveitamento máximo do volume acumulado, reduzindo e/ou extinguindo o volume morto.

De acordo com a equipe técnica responsável pela instalação, o prazo para o moderno equipamento está funcionando é de sessenta dias, mas, vale ressaltar que o antigo sistema continuará em operação, portanto, sem causar transtornos para a população que em breve receberá um benefício almejado há quase meio século e que só foi possível graças ao empenho da administração Zé Vieira e do diretor do SAAE, Ramon Braga.