PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sábado, 26 de maio de 2018

MULHER VAI PARA HOSPITAL PSIQUIÁTRICO APÓS SER CONDENADA DE ASSASSINATO: DEFESA APRESENTOU LAUDO MÉDICO.

Compartilhar no WhatsApp

Roseane de Lima de Sousa, aguardava o julgamento presa na capital do estado desde o crime, quando foi presa em flagrante pela Policia Militar.

O crime aconteceu no dia 01 de janeiro de 2016, no bairro Presidio em Bacabal. A vítima Inácio Alves de Sousa, de 49 anos de idade, foi assassinada a facadas. O mesmo não teve chance de defesa, já que no momento que abriu a porta para Roseane, começou a ser esfaqueado por ela.



Inácio tinha o caso amoroso com a acusada, que era usuária de drogas na época, segundo o irmão da vítima

“Só errou nessa parte. Ele sustenta o vício dela em droga. Ele deixou e arrumou outra mulher. Com raiva, ela matou meu irmão com 13 facadas” disse José Alves.  

O júri durou todo o dia, sendo que no começo da noite o Juiz Jorge Leite, proferiu a sentença condenando a acusada em 6 anos de prisão. No entanto, a pena foi reduzida para 2 anos. O conselho de sentença reconheceu uma clausula de redução de pena referente a uma semi-imputabilidade apresentada pela defesa em que constada através de um laudo médico que Roseane sofre de transtornos mentais. Sendo assim, o Juiz converteu a pena em uma medida de internação que será cumprido Hospital Psiquiátrico em nossa capital, São Luís.
Juiz Jorge Leite lendo a sentença

Promotor de Justiça, José Frazão

Defensor Público, Davi Pessoa

Na defesa, o Defensor Público, Davi Pessoa, pediu a redução de pena da cliente. Na acusação o Promotor de Justiça, José Frazão trabalhou na condenação da ré.