,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

VÍDEO: BACABAL TEM JANEIRO DE 2016 COMO O MAIS VIOLENTO DOS ÚLTIMOS ANOS

Compartilhar no WhatsApp



Atualizado: 03 02 16 às 8:17
I - Crime 
Suposto triângulo amoroso, foi o que causou o primeiro crime de homicídio no município de Bacabal em 2016. De acordo com a Polícia Civil tudo teria acontecido por volta das 15 horas, do (1) dia de janeiro. Por ciúmes, Roseane de Lima Sousa de 24 anos, acabou desferindo cerca de 13 facadas no suposto amante. A vítima identificada como Inácio Alves estava em companhia de outra mulher, o que provocou a ira de Roseane sua suposta amante.

Após o cometimento do crime, Roseane de Lima Sousa acabou presa. Ela ainda chegou a dizer que matou Inácio Alves, por amor.

II - Crime
Cinco dias depois, a Rua Terezinha Araújo, do bairro Trizidela, foi o cenário para uma execução a tiros. Raimundo Nonato da Conceição estava no quarto de sua residência, quando acabou atingido a tiros, todos na região da cabeça. Quem ouviu os disparos, viu quando um menor de apenas 17 anos deixava o local do crime.


De posse dessas informações, homens da policia militar caíram em campo e, a poucos metros da casa da vítima, o menor M. B. acabou detido e encaminhado ao 1º Distrito Policial. Lá ele confessou o crime e disse que matou Raimundo Nonato, porque ele teria o caguetado para supostos desafetos do menor.

Em um período de sete dias, três homicídios foram registrados no município de Bacabal.

III - Crime
A terceira vítima ou terceiro número dessa lista, foi um morador do povoado Aldeia, Manoel Omar Viana, de 53 anos idade, que acabou morto a facadas por um homem ainda não identificado. Na época, a Polícia Militar disse que o crime pela forma que aconteceu pode se tratar de uma suposta vingança.

Derramamento de sangue humano em Bacabal, infelizmente parece ser algo comum.

IV - Crime
No último dia 23 de janeiro, um menor, de apenas 16 anos, acabou encontrando morto em uma área pertencente a uma escola, que há muito tempo foi transformada em local de vadiagem.

O crime que teve requintes de crueldade, ocorreu na madrugada de domingo (23). Jonas Martins Ferreira, que estava na casa de parentes no bairro da Areia, desde o último dia 31 de dezembro, estava com viagem marcada para o estado do Pará. Mas no dia de sua partida ele acabou sendo encontrando morto. Informações colhidas no local do crime dão conta que o jovem supostamente estava com dividas com traficantes da área e, o não pagamento da divida culminou em sua execução.

Em tempo.

Tentativa de Homicídio
Juraci Furtado da Silva, de 41 anos de idade, sofreu apenas uma tentativa de homicídio, no último mês de janeiro.

O morador da Rua Maranhão Sobrinho, (centro), foi esfaqueado na região abdominal quando estava em um bar localizado no bairro da Trizidela. Juraci foi transferido para um hospital da cidade de Peritoró. O mesmo já encontra-se recuperado e graças a Deus junto aos seus familiares.

A tentativa de homicídio aconteceu último dia 10 de janeiro. Um jovem menor de idade foi citado como suspeito, mas até agora a Policia Civil não chegou até ele.

VI - Crime
No último dia 17 de janeiro, foi realizada uma prévia de carnaval em uma área particular destinada a eventos localizada na rua Maranhão Sobrinho, tudo transcorria bem, até tiros serem ouvidos. Naquele momento teve fim a festa que era realizada por um grupo de motoqueiros de Bacabal “Loucos Club”, e começava o drama do jovem Jardison Galvão, 25 anos.

O mecânico de motos acabou atingido por vários tiros, inclusive uma bala ficou alojada próxima à coluna dele. Levado por colegas ao Pronto Socorro de Bacabal, Jardison logo teve que ser transferido a um hospital de nossa capital São Luís, onde ficou internado até o último dia 23 (janeiro), quando acabou morrendo.

Para a morte do mecânico de motos, a única informação que a Policia Civil tem é, a mesma que todos sabem, ou seja, quase nenhuma.

VII - Crime
Até a publicação dessa matéria, o delegado Luigi Conte disse que era cedo para tirar qualquer conclusão com relação à morte de Dácio Omar Vale Moizim, que foi encontrado boiando nas águas do Mearim, no último dia 1, de fevereiro. Mesmo sem um laudo atestando a causa morte dele, Dona Boneca disse não ter dúvidas que seu filho foi homicidado. Caso se confirme a suspeita da mãe da vítima, Dácio será a sétima vítima ou o sétimo numero nessa lista crescente de crimes contra à vida em 2016.


Se no mesmo período do ano passado em Bacabal não houve registros de crimes violentos, 2016 começa de forma preocupante.


Assista a reportagem.