PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

segunda-feira, 16 de julho de 2018

ASSISTA: SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA COM APOIO DA FORÇA TÁTICA E RÁDIO PATRULHA DESARTICULAM BOCA DE FUMO EM BACABAL.

Compartilhar no WhatsApp

Por volta das 13 horas de sábado (14), uma operação realizada pelo Serviço de Inteligência (SI) do 15º Batalhão da Policia Militar de Bacabal, desarticulou mais uma boca de fumo da cidade.

Esquipes da Força Tática e da Rádio Patrulha também participaram da ação que aconteceu no bairro Santos Dumont. Ação dos policiais foi rápida, e não deu tempo de os suspeitos fugir, já que a casa era localizada no final Rua Dr. Silva Neto, próximo a um matagal. Duas pessoas foram agarradas dentro da residência. Leonardo Salazar da Silva, o “Léo” e um menor de idade que foi apreendido.

Ele já tem várias passagens pela polícia. Leonardo o “Léo”, assumiu que a droga era ele, mas que seria para o próprio consumo, no entanto, o preso já é reincidente nesta prática criminosa. Ele estava em prisão domiciliar, agora após quebrar a condicional irá retornar a cadeia pela mesma prática ilícita, Tráfico de drogas.

Na residência foram encontrada uma quantidade expressiva de papelotes de uma substancia aparentando ser maconha, sacolas plásticas e vários materiais usados para embalar drogas.


A mulher de “Léo” também foi encaminhada a delegacia para ser ouvida pelo delegado.

Tanto material apreendido como os conduzidos foram apresentados na delegacia do 1º Distrito Policial, para as providencias cabíveis.


Assista a reportagem produzida pelos repórteres André Luís Ravelly Vieira e Felipe Carlos.

CRIME EM 1997 | MANTIDA CONDENAÇÃO DE LUÍS MOURA E ESPOSA NO CASO QUE RESULTOU EM MORTE DO DELEGADO STÊNIO MENDONÇA

Compartilhar no WhatsApp


O processo teve como relator o desembargador José Bernardo Rodrigues (Foto: Ribamar Pinheiro)

Decisão unânime das Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) manteve a condenação de Luís de Moura Silva e Ilce Gabina de Moura Silva à pena de 19 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado, negando o pedido de revisão criminal. A condenação decorreu do apontado envolvimento dos dois – ele, à época, delegado; ela, policial – no assassinato do delegado de Polícia Civil Stênio Mendonça, executado a tiros de revólver no dia 25 de maio de 1997, por volta das 11h30, na Avenida Litorânea, em São Luís.
A decisão do órgão colegiado do TJMA segue entendimentos já adotados em recursos do mesmo caso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF). Na época do crime, a ação foi organizada por uma série de pessoas, entre políticos, empresários, pistoleiros e integrantes da Secretaria de Segurança, interessadas em interromper investigação realizada pela vítima quanto ao roubo de cargas.
Anteriormente, inconformada com a decisão de condenação do juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri da capital, a defesa de Luís Moura e Ilce Gabina ajuizou apelação criminal, a qual fora parcialmente provida pela 1ª Câmara Criminal do TJMA, tão somente para assegurar ao condenado Luís de Moura o direito de aguardar, em liberdade, o trânsito em julgado da sentença condenatória e, ainda, para determinar o regime de cumprimento da pena dos réus, no inicialmente fechado, possibilitando a progressão do regime. Embargos de declaração contra a decisão foram rejeitados.
Depois, foram ajuizados recurso extraordinário e recurso especial, em 2006, os quais não foram admitidos à época pelo presidente do Tribunal. Novos embargos de declaração, de 2007, foram igualmente rejeitados, além de outros recursos.
Os réus ajuizaram uma revisão criminal, visando a rescisão da sentença condenatória, com o objetivo da absolvição dos requerentes, em razão da inexistência de prova da participação no crime e, subsidiariamente, a retificação das penas impostas para o mínimo legal.
Parecer da Procuradoria Geral da Justiça manifestou-se pela parcial procedência da Revisão Criminal, tão somente para que sejam retificadas as penas-base fixadas, por não restarem demonstrados elementos válidos para a majoração no quantum estabelecido.
VOTO - O relator, desembargador Bernardo Rodrigues, narrou que os requerentes alegaram, de forma genérica, que a condenação decorreu de perseguição política e do depoimento de Jorge Meres, o qual passou a ser, segundo eles, trunfo de acusação contra todos os desafetos.
O relator frisa que ocorre que tal pleito não se enquadra em nenhuma das hipóteses descritas nos incisos do dispositivo legal referente ao cabimento da ação revisional, eis que não foi aventada eventual contrariedade ao texto expresso da lei pena ou à evidência dos autos, tampouco que a sentença condenatória se fundou em depoimentos, exames ou documentos comprovadamente falsos e, menos ainda, o surgimento de novas provas de inocência do condenado ou de circunstância que determine ou autorize diminuição especial da pena.
Bernardo Rodrigues destacou que a revisão criminal não pode ser utilizada como uma nova instância recursal, sobretudo, em casos que envolvem Tribunal do Júri, visando garantir sua soberania, protegida constitucionalmente.
O desembargador verificou que tanto a materialidade como a autoria delitiva ficaram devidamente comprovadas. A materialidade pelo exame cadavérico, e a autoria pelos depoimentos de testemunhas, os quais relataram que os requerentes participaram de reuniões no sítio de Luís de Moura, no qual acertaram os detalhes do crime, razões pelas quais o relator julgou improcedente o pedido de absolvição.
Quanto ao pedido de redimensionamento da pena para o mínimo legal, o relator reproduziu trechos da sentença para analisar a insurgência de ambos contra o aumento de 7 anos e 6 meses de reclusão acima do mínimo legal, sob a alegação dos requerentes de que houve erro na aplicação da pena e de que outros condenados receberam penas menores.
O relator verificou que a pecha conferida aos requerentes, de possuidores de maus antecedentes não se sustenta, pois não elencados os processos na sentença e não há outra condenação contra os dois até hoje.
Por outro lado, o desembargador entende que a segunda qualificadora, crime cometido mediante emboscada, recurso que dificultou a defesa da vítima, pode ser usada como elemento a justificar o aumento do apenamento base, pois evidenciam um “plus” nas circunstâncias do crime, ainda mais se somadas ao fato de que os requerentes integravam as forças policiais do Estado, além de ter sido um crime premeditado, mediante o ajuste de várias pessoas.
Rodrigues prossegue, dizendo que também devidamente fundamentada a exasperação em razão das consequências do crime, pois “a vítima deixou filhos ainda em idade escolar e que foi morto um membro da Secretaria de Segurança do Estado, que constituía-se em um bom policial, trazendo, assim, prejuízo ao serviço público”.
Em relação à injustiça na aplicação da pena, ao argumento de que os chefes receberam apenamento menor, o relator deixou de conhecer, pois insuficientes os elementos nos autos a atestar qualquer quebra de isonomia ou do princípio da individualização da pena, notadamente as sentenças condenatórias.
Por fim, considerando razoável a pena aplicada e em consonância com a evidência dos autos, votou pela improcedência da revisão criminal, tendo sido acompanhado pelos demais presentes na sessão das Primeiras Criminais Reunidas. Comunicação Social do TJMA

COM AJUDA DO VEREADOR ALEX ABREU, ATLETAS DE ESCOLINHAS REPRESENTAM BACABAL NA COPA NORDESTE DE FUTEBOL DE BASE.

Compartilhar no WhatsApp


Da Assessoria
O município de Nossa Senhora da Glória, no alto sertão do estado de Sergipe, sedia entre 14 a 21 de julho, a 32ª Copa Nordeste de Futebol de Base (juniors, juvenil, infantil e mirim).
O evento contará com a presença de observadores técnicos de clubes profissionais do Brasil e, os vencedores serão premiados com troféus e medalhas.

BACABAL SENDO REPRESENTADA- Dentre as equipes que irão disputar esta importante competição está a equipe da escolinha do Corinthians de Bacabal que irá representar a nossa cidade no campeonato, a escolinha tem como responsável Paulo Adauto de Sousa, o seu Paulo do Corinthians como é conhecido.

INCENTIVO DE ALEX ABREU - uma das maiores dificuldades das escolinhas de futebol amador em participar de competições como esta é a logística para o deslocamento das equipes para outros estados, assim que foi procurado pela comissão técnica da escolinha do Corinthians o vereador Alex Abreu prontamente se propôs a ajudar na viagem que para muitos atletas é a oportunidade única de mostrar o seu talento para o Brasil todo, cada atleta teria que desembolsar uma quantia media de 600 reais para despesas de frete do ônibus e alimentação, sensibilizado com a situação de  alguns que não dispunham deste valor Alex Abreu conseguiu um ônibus de luxo numa parceria com o ex prefeito de Miranda do Norte, Junior Lourenço e com o jovem Ciro Netto de Presidente Dutra o que possibilitou a viagem e gerou uma economia para os pais.



EMBARQUE PARA SERGIPE E ESPERANÇA DE TÍTULO - Antes do embarque para a longe viagem até o estado de Sergipe toda a delegação se reuniu para agradecer o esforço do vereador Alex Abreu em prol dos atletas, pais, mães e diretoria fizeram questão de agradecer a contribuição do parlamentar que foi fundamental para a viagem.


AJUDA A OUTROS ATLETAS - Além de contribuir com a equipe do Corinthians o vereador Alex Abreu ajudou alguns atletas de outras escolinhas que foram para o estado de Goiás participar de outra competição, “sempre que sou procurado procuro ajudar no que posso nesses momentos ,fazendo isto estou dando a minha contribuição na formação destes jovens que praticando esportes estão se livrando das drogas, e ajudar o esporte amador de Bacabal é uma das minhas bandeiras”, disse o vereador.  

PARCERIA DA PREFEITURA DE BACABAL COM O GOVERNO DO ESTADO CONTINUA FIRME EM TODAS AS ÁREAS

Compartilhar no WhatsApp


O Governo do Estado continua operacionalizando em Bacabal o programa “Mais Asfalto” em parceria com a Prefeitura de Bacabal. Nesta etapa, estão sendo contempladas as ruas do bairro da Areia.
Foi na rua Professora Alice Mendes que o prefeito Edvan Brandão visitou nesta sexta-feira (13) a frente de trabalho, juntamente com secretários municipais, vereadores e o deputado estadual Roberto Costa.

Edvan Brandão, falando para a imprensa - ao lado do secretário de Obras Carlos Jorge - disse que a parceria continua sólida em todas as áreas: “Pra mim é uma parceria de muita importância com o Governo do Estado. O prefeito Edvan Brandão está aqui pronto para continuar essa parceria porque a gente está vendo o que o governo tem feito pelo município. Quero dizer pra sociedade que firmarei sempre parcerias em beneficio do povo de Bacabal”.

ASSISTA AS REPORTAGENS: BACABAL REGISTRA TRÊS MORTES VIOLENTAS NO FINAL DE SEMANA

Compartilhar no WhatsApp


Lago Açu como era conhecido Petrucio Oliveira Lima, de 34 anos, foi encontrado morto com aproximadamente 14 facadas, por volta das 4 horas da manhã de domingo (15) na Rua dos Prazeres, no bairro Trizidela, em Bacabal.


Pescoço e peito da vítima forma os locais das perfurações. Petrucio Oliveira Lima, de 34 anos, trabalha como flanelinha no centro da cidade.
A motivação para o crime seria acerto de contas por dívida de drogas, o que foi confirmado pela polícia.

Já poucas das 18 horas de domingo, ocorreu outro homicídio, desta vez no bairro Pedro Brito. A faca usada para tirar a vida de “Lourão”, ficou próximo ao corpo. Haroldo Barbosa dos Reis, 26 anos, que tinha o apelido de ‘Lourão’, foi assassinado na tarde de domingo (15), em um bar na Rua Alto Brasil, na Vila Pedro Brito, com uma facada no abdômen, vindo as vísceras ficar expostas.

Irmã ao lado do corpo do irmão
Segundo informações repassadas a polícia, o autor seria Antônio Nascimento da Silva, o “Toinho”, de 33 anos de idade, que mora no bairro Setúbal, que relatos há dias atrás teria esfaqueado o próprio irmão.


Uma guarnição da Polícia Militar esteve no local do crime e de posse das informações do possível criminoso, fez incursões no sentido de prendê-lo, mas sem êxito.

Ninguém soube informar o motivo da morte de “Lourão”.

Petrucio Oliveira Lima, de 34 anos, “Lago Açu”, Haroldo Barbosa dos Reis, 26 anos, o ‘Lourão’ e Raimundo Nonato da Silva, de 56 anos de idade, que morava no residencial Terra do Sol II, vítima de latrocínio “roubo seguido de morte” que foi morto na madrugada deste sábado (14), por volta de uma hora da madrugada no local de trabalho no residencial Terra do Sol, estão dentre os mais de 30 crimes violentos registrados só este ano em Bacabal.

Raimundo Nonato com vida no Hospital Regional Dra. Laura Vasconcelos.



Raimundo Nonato da Silva, de 56 anos de idade, filho do seu "Zuquinha" também já falecido, foi velado na Travessa Frederico Figueira no bairro Ramal.

Assista a reportagem produzida pelos repórteres André Luís Ravelly Vieira e Felipe Carlos.

PRÉ CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL JÚNIOR LOURENÇO RECEBE CALOROSA RECEPÇÃO EM CARUTAPERA, MA.

Compartilhar no WhatsApp


Júnior Lourenço, pré candidato a deputado federal (PR) foi recebido com uma calorosa recepção em Carutapera, organizado pelo meu amigo Cordeiro de Deus.

“Obrigado a população que compareceu em massa a esse evento onde assumi um compromisso ao lado do pré candidato a Estadual Rogério Pitbull de ajudar nosso grupo político em mudar a história do município. Agradeço aos meus companheiros Luciene Costa, prefeita de Bom Lugar, Ver. Renato presidente da câmara de Amapá do MA, Dra. Aline e Cláudio Chagas pelo apoio” disse Junior Loureço.




sábado, 14 de julho de 2018

VIGIA É ASSASSINADO NO RESIDENCIAL TERRA DO SOL: O CASO ESTÁ SENDO INVESTIGADO COMO LATROCÍNIO.

Compartilhar no WhatsApp


O crime ocorreu na madrugada deste sábado (14), por volta de uma hora da madrugada logo na entrada do residencial Terra do Sol.

Raimundo Nonato da Silva de 56 anos de idade, morador da Terra do Sol II, quadra 23, foi vítima de latrocínio “roubo seguido de morte”.

Ele trabalhava como vigia em uma loja de material de construção logo na entrada do residencial, local onde 3 indevidos tentaram furtar, segundo informações.

Uma guarnição comandada pelo Subtenente Valdeci que se deslocava ao bairro para anteder outra ocorrência, acabou se deparando com Raimundo Nonato agonizando e pedindo por socorro. A vítima ainda chegou a falar aos policiais que tinha sido atingido na altura do peito a bala. De imediato a guarnição prestou socorro levando o vigia dentro da viatura ainda com vida ao regional do Dra. Laura Vasconcelos.

Raimundo Nonato da Silva de 56 anos de idade, não resistiu e veio a óbito ainda na madrugada, no hospital em Bacabal.

Segundo os populares, foram ouvidos estampidos de aproximadamente 3 tiros. Também foi relatado a nossa equipe de reportagem, que quatro (4) pessoas foram vistos correndo para o fundo do estabelecimento depois dos disparos.

A polícia ainda fez incursões para tentar prender os suspeitos, mas sem êxito.

Mais uma vez contamos com a ajuda da população que tem sido nossa parceira na solução de vários casos”, disse o Subtenente Valdeci.

ASSISTA: DUPLA QUE ASSALTOU VÍTIMA NA PORTA DE CASA É PRESA E MENOR É APREENDIDO POR RECEPTAÇÃO EM BACABAL.

Compartilhar no WhatsApp

Três indivíduos foram apresentados na delegacia do 1° Distrito Policial, dentre eles, um menor de idade. Ambos moradores do bairro Vila Graciete, em Bacabal.

Gentil Filho e Carlos Daniel foram agarrados por uma guarnição da Força Tática comandada pelo Aspirante Gomes, Sgt Bandeira e os Soldados Hesrom e Campos, próximo a antiga Schincariol no bairro Ramal.

Eles são acusados do cometimento de vários assaltos na cidade, dentre eles, de tomar de assalto um aparelho celular de uma mulher na Rua Frederico Leda, em frente ao SESI, por volta das 21h30min, da última quinta-feira (12).




A dupla estava em uma motocicleta Honda/Titan 150cc, cor preta, placa HQB 6587/Bacabal, quando de posse de um simulacro de arma de fogo abordaram a vítima Dona Maria Miranda, mãe do ex prefeito de Bom Lugar, Marcos Miranda que se encontrava sentada na porta de sua residência tomando de assalto um aparelho de celular da modelo Iphone.

Após o roubo, eles empreenderam fuga com destino a Avenida João Alberto, retornando logo em seguida pela Rua Dias Carneiro, no bairro Ramal, onde foram agarrados pela guarnição.

Os dois assaltantes levaram os policiais da Força Tática até a residência do menor das iniciais F.V. que estava com o celular.

Assista a reportagem produzida por Railson Ferreira e Felipe Carlos.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

PM DE ALTO ALEGRE DO MARANHÃO APREENDE MOTO POR IRREGULARIDADE NO CHASSI

Compartilhar no WhatsApp


Na noite de quinta-feira (12), por voltas das 21h30min uma guarnição do 23º Batalhão de Polícia Militar de São Mateus, lotada no destacamento de Alto Alegre do Maranhão fazia rondas próximo no povoado Caxuxa, quando avistamos dois elementos em uma motocicleta Honda/Fan, cor preta, sem placa em atitude suspeita. De imediato foi dado ordem para que a dupla parasse para que fosse feita uma revista.
Na revista realizada na dupla; Antônio Carlos e Anderson Mesquita de Sousa, foi encontrado um frasco de uma substancia parecida com loló. Como a moto em que os dois trafegavam não tinha placa, os PM’s então, decidiram averiguar o chassi do veículo, o qual constatado que a  numeração do chassi se encontra ilegível, perguntamos para Antônio de quem seria o dono da moto, sendo que ele informou que era de parceiro Anderson Mesquita de Sousa. A guarnição se dirigiu até o endereço de Anderson, que apresentou uma nota fiscal feita a mão dizendo que era o documento que a moto tinha.


A motocicleta, Antônio e Anderson foram apresentados na delegacia de polícia civil para serem feitos os devidos procedimentos.

O terceiro abordado que se tratava de um menor de idade, foi entregue em sua casa.