PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

domingo, 22 de fevereiro de 2015

MORRE A GAROTA DE 13 ANOS, ENVENENADA E ESTUPRADA PELO PAI

Compartilhar no WhatsApp



Namoro já ocorria há cerca de 20 dias. Filha revelou à mãe, após ingestão de veneno.

O operador de máquinas, Raimundo da Silva Moraes (32), morador da localidade Tucuns, zona rural de Chapadinha, confessou ter um caso com a própria filha, de 13 anos de idade e que ela o queria. Ele foi preso em flagrante em uma casa, em Chapadinha, na noite desta sexta (20).

A mãe da menor, que mora na cidade de Afonso Cunha, confirmou a versão do ex-companheiro e fez a denúncia assim que descobriu. A própria filha contou a ela, que já vinha mantendo um caso com ele há vários dias. O encontro acontecia na casa de um amigo de Raimundo, na cidade de Chapadinha, mas o amigo não sabia de nada.

A denúncia foi feita ontem à polícia e ao Conselho Tutelar pela própria mãe. “Há cerca de 20 dias o pai dela foi lá em casa, em Afonso Cunha, pedindo para passar alguns dias com a menina no interior de Chapadinha. Mas eu achava que ele ia cuidar dela como pai. Eu nunca desconfiei que seria pra namorar. Depois eu fiquei sabendo que ele estava levando ela para festas, dando, cigarro, bebidas e dançando com ela. Foi então que fiz a denúncia”, contou a mãe.

Os donos da casa onde pai e filha vinham se encontrando, em Chapadinha, disseram não saber da situação. “A gente pensava que ela era mulher dele. Apesar da pouca idade, ela é grande. Nunca imaginei que fosse filha, por isso eles ficavam aqui, quando vinham do interior”, revelou a dona da casa onde Raimundo foi flagrado, em companhia da filha.

Acompanhada da mãe e de um conselheiro tutelar, a menina foi conduzida à delegacia e depois ao Conselho tutelar, onde começou a sentir-se mal e foi levada ao HAPA. Antes de piorar seu quadro de saúde, a menor contou à mãe que realmente estava namorando com Raimundo e que, ontem, assim que soube que estava sendo procurado pela polícia, ele comprou chumbinho, tomou uma quantidade pequena e deu uma quantidade maior a ela”.

Raimundo disse que não tinha certeza se a garota era sua filha. A mãe desmente e garante que a menina é filha dele. "Moramos dois anos e sete meses juntos. Tivemos dois filhos. Um menino de 14 anos e a garota, de 13. Três meses depois que ela nasceu ele me deixou e foi embora, sem registrar a menina. Eu insistia mas ele nunca quis registrar. Acho que é por isso que ele diz que não é o pai, mas tenho certeza que é filha dele. Se na época eu fosse uma menina que ficasse com um e com outro, ele poderia ter dúvida, mas eu vivia só com ele”, disse a mãe, revoltada.

O delegado de plantão, Jorge Mota, titular do 1º DP de Chapadinha, disse que Raimundo será indiciado por estupro de vulnerável e por indução da menor ao suicídio. Assim que o Auto de Prisão em Flagrante for fechado, o caso será repassado à DEM – Delegacia Especial da Mulher.

A menor passou a noite e parte da manhã internada no HAPA e foi conduzia a São Luís,  após seu estado de saúde se agravar, por causa da ingestão de chumbinho.

A menor não resistiu e morreu no final da tarde deste sábado (21), no Hospital Socorrão I, em São Luís. Poucas horas antes ela havia sofrido uma parada cardíaca e foi reanimada, mas, infelizmente, não resistiu por muito tempo.

O caso está revoltando a população de Chapadinha e de Afonso Cunha.


Informações Blog William Fernandes