,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

terça-feira, 14 de abril de 2015

DISCUSSÃO SOBRE PRIVATIZAÇÃO DO SAAE DE BACABAL FOI POSITIVA SEGUNDO ORGANIZADORES

  


Devido às informações que o SAAE de Bacabal poderia ser privatizado o Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários do Maranhão, filiado a Central Única dos Trabalhadores (CUT), se reunirão na associação dos funcionários do SAAE de Bacabal, com a presença de presidentes de entidades, populares e funcionários do SAAE Bacabal, para uma discussão sobre o processo de privatização do SAAE de nossa cidade, que contou ainda com a presença dos vereadores Bebeto e Natália Duda.




Os dois vereadores são contra a suposta privatização do Sistema de Abastecimento de Água e esgoto de Bacabal.  A veadora Duda falou que não teve nenhuma informação oficial, falando sobre a privatização. Nesta reunião foram discutidos quais os transtornos de uma possível privatização ou concessão do órgão a população da cidade.
  



O Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários do Maranhão foi representado por Vânio Almeida, que avaliou, que esta primeira reunião foi positiva e que o sindicato vai procurar o prefeito Zé Alberto. Ele disse que tudo isto que esta acontecendo é falta de gestão do SAAE e do gestor do município.

No dia 9 de abril, o SAAE de Bacabal teve o fornecimento de energia suspenso por várias horas pela a CEMAR. O centro da cidade de Bacabal ficou sem abastecimento de água. No dia 5 de março de 2015, o diretor do órgão Leonardo Lacerda foi informado através de um documento enviado pela CEMAR - Companhia Energética do Maranhão, que o SAAE estava com um débito junto à companhia de energia, no valor de R$ 1.482.153,59. Debito esse referente aos meses de abril de 2014 a janeiro de 2015.
 
A dívida total com juros, multas e correção monetária, chega a R$ 2.412.454,55. Esta e a verdadeira realidade do SAAE de Bacabal. São várias as reclamações da população da cidade, a falta de água e constante. A arrecadação do SAAE de Bacabal, segundo a direção do órgão somente de 27 mil residências são cobradas a taxa de abastecimento de água, arrecadando um total de R$ 600.000,00 mensais.


Assista ao vídeo: