PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

VÍDEO: PM PRENDE SUSPEITO DE ASSALTAR LOJA DE ROUPAS COM DROGAS E ARMAS NO BAIRRO TRIZIDELA EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp



Segundo informações da polícia, Sérgio da Conceição é o bandido que aparece nas imagens cometendo assalto a uma loja do centro de comercio popular do mercado da rodoviária.

Na ação que durou cerca de três minutos, rendeu ao ladrão mercadorias, celulares das vítimas e pouco mais de R$ 450,00 reais em dinheiro. Mas, o que Sergio não esperava é que a divulgação das imagens onde ele aparece cometendo o crime fosse lhe render uma prisão dias depois.

A loja de confecções foi roubada na manhã do último domingo (01) e devido às informações repassadas ao 15º BPM, o Serviço de Inteligência (SI) da Polícia Militar chegou ao bairro Trizidela, onde acabou encontrando em uma casa localizada na Rua dos prazeres, Sérgio da Conceição e mais dois comparsas que foram identificados como; Aline Pessoa Viana, que de acordo com a PM é companheira de Sérgio, e um menor que atende pela alcunha de “Ruth”.

Segundo Sérgio da Conceição, o menor séria o dono das armas. Mas, na delegacia Ruth disse ser dono apenas de um dos revólveres.

Com o trio a policia militar também encontrou 92 pedras de crack e uma porção de uma substancia branca aparentemente parecida com cocaína, que Sergio teimou em dizer que era de Aline. Com a prisão do casal e a apreensão do menor de 15 anos, o comandante do 15º Batalhão acredita que outras vítimas podem aparecer, pois o Ten. Cel. Miguel Neto suspeita que outros crimes além do tráfico de drogas foram cometidos em Bacabal por Sérgio e seus comparsas.



A proprietária da loja que foi vítima da ação criminosa foi até a delegacia para fazer o reconhecimento e disse que Sergio foi quem praticou o assalto.


O Ten. Cel. Miguel Neto disse que Sérgio pode ser autuado por porte ilegal de arma, já que não foi preso em flagrante pelo assalto a loja de roupas. O três foram entregues na delegacia para que sejam tomadas as medidas que o caso requer. 

Assista a reportagem: