,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

sábado, 6 de fevereiro de 2016

OPERAÇÃO EM CONJUNTA DAS POLICIAS CIVIL E MILITAR TIRA DE CIRCULAÇÃO UM DOS MAIORES TRAFICANTES DE ESTREITO, MA





ESTREITO – As polícias Civil e Militar de Estreito prenderam, nesta sexta-feira (5), Wesley Magalhães de Oliveira, considerado um dos maiores traficantes da região. Na ação também foram presas mais quatro pessoas.

Segundo o delegado Filipe Madureira, após confirmação que acontecia a venda de crack na residência de Wesley, no bairro Pôr do Sol, uma equipe formada por policiais militares e civis foi até o local e encontraram algumas pedras de crack, dinheiro no local, além de Deoclides Alves da Silva, foragido da Justiça, e outras duas pessoas que já têm passagens pela polícia por assaltos.

Ainda de acordo com o delegado, Wesley sempre chamou atenção da polícia por construir uma casa que destoa das demais residências do bairro, visto que a mesma tem uma grande estrutura, que não condiz com a realidade financeira dele. Na ocasião, ficou comprovada a participação da mulher dele no esquema criminoso, identificada como Lucélia Ferreira da Silva. A mulher recebia o dinheiro da venda da droga de Wesley na conta bancária dela, comprando diversos bens, mesmo não exercendo nenhum tipo de atividade remunerada.

Os dois já estavam sendo investigados pela Polícia Civil. Além de diversos bens adquiridos com valores altos e sendo pagos à vista, Wesley possui quatro imóveis, entre eles uma fazenda na BR-230. O patrimônio total de Wesley, segundo avaliação preliminar da polícia, estima-se em R$ 258.000, entre casas, TV’s, veículos, computadores, aparelhos de som, entre outros.

Em depoimento, o Wesley afirmou que está desempregado desde 2009, apenas recebendo dinheiro pelo serviço prestado consertando cercas. Já Lucélia, afirmou que não exerce nenhum tipo de atividade remunerada, o que, para a polícia, não justifica o patrimônio que o casal detém. Os dois foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico, e ficarão à disposição da Justiça.

O delegado Filipe Madureira disse, ainda, que Wesley também cedia a casa dele para adolescentes infratores se esconderem após os roubos cometidos na cidade, além de fornecer a sua moto para assaltos.