PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 19 de abril de 2016

APÓS INÚMERAS COBRANÇAS SOBRE A FALTA D’ÁGUA NAS TORNEIRAS DE BACABAL, DIRETOR DO SAAE DIZ QUE PROBLEMA SERÁ SANADO EM POUCOS DIAS.

Compartilhar no WhatsApp



Cerca de 39 poços artesianos, são responsáveis pelo abastecimento de água na área urbana de Bacabal, número que segundo a população vem sendo insuficiente para colocar água em todas as residências, pois muitos desses poços hoje apresentam problemas, em sua grande maioria por falta de manutenção, sem contar com aqueles que encontram-se desativados.


Outro problema detectado é a displicência com que a direção do serviço autônomo de águas e esgotos de Bacabal (SAAE) vem tratando a crise no abastecimento d’água no município. Um bom exemplo disso, foi um poço perfurado no bairro Cohab, quando foi iniciado a perfuração, a promessa é que ele seria responsável pelo fim da falta d’água nas torneiras daquela região, mas hoje o poço é só mais um dos vários problemas de gestão do órgão.

O município que é banhado pelo Mearim um dos mais importantes rios brasileiros, não era pra sofrer com a falta d’água, mas a adutora construída quando Bacabal tinha vinte mil habitantes, hoje não comporta uma população seis vezes maior. A deterioração das máquinas responsáveis pela captação d’água, nada mais é do que a consequência do descaso de anos com a autarquia que hoje pede socorro.

Paciência com o SAAE de Bacabal, a população afetada com a falta d’água até vem tendo, entretanto as notícias com relação a normalização do abastecimento não são das melhores, o diretor da autarquia Leonardo Lacerda disse em entrevista que às bombas que fazem parte do sistema de capacitação da Curva do Anu todas estão danificas.

 Diretor do SAAE Leonardo Lacerda com um funcionário


O que deve levar pelo menos mais 10 dias para solucionar o problema. Inaugurado em setembro de 1965 o serviço autônomo de águas e esgotos de Bacabal, tinha como objetivo manter todo o município abastecido, mas ao longo dos anos sem atenção necessária por parte de gestores e diretores, o SAAE 51 anos depois pede socorro.

De acordo com especialistas, sem investimentos de curto, médio e longo prazo, dificilmente o Serviço Autônomo de Águas e Esgotos de Bacabal (SAAE) terá sobre vida, com relação à falta d’água, nos próximos 20 dias o problema pode ser solucionado.





Mas o diretor da autarquia Leonardo Lacerda, disse que ainda essa semana espera normalizar o fornecimento de água na região central da cidade. É esperar pra ver...