PUBLICIDADE

sexta-feira, 31 de março de 2017

MULHER CAI NO GOLPE DA RECOMPENSA E PERDE A BOLSA COM DINHEIRO E DOCUMENTOS EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp


Na manhã dessa quinta-feira (30), Dona Elida da Silva Santos, moradora da cidade de Lago Verde-MA, foi vítima de roubo na Rua Barão de Capanema próximo já ao Banco do Nordeste.

Na verdade ela caiu no velho golpe da "RECOMPENSA“ aquele em que a carteira ou qualquer documento é jogada no chão. 

Segundo ela, logo que chegou ao Banco do Brasil entrou na fila e tinha uns rapazes em sua frente e ela pediu para que um deles sacasse para ela, seu dinheiro. Em seguida saiu e entrou em uma loja de importado “eu entrei na loja, andei na loja todinha, na loja de, daquela de vasilha de plástico, ai eu saí, quando eu saí, ai eles saíram”
A vítima contou que, ao sair, os dois indivíduos passaram a sua frente e um deles deixou cair uma carteira. Com o intuito de ajudar Dona Elida juntou a carteira e entregou ao individuo, que, ela jamais pensou que fosse lhe aplicar um golpe.

Depois de entregar a carteira, o ladrão passou a andar com junto ela todo tempo conversando na tentativa de aplicar o golpe. A vítima e dos malandros passaram pelo centro e em direção a Barão de Capanema e ao chegar próximo ao Banco do Nordeste um deles disse que tinha que pressentia-la, pois era uma forma de agradecer o que ela tinha feito.

Foi então que ele ofereceu a ela um calçado, mas ela teria que ir à loja do pai dele pegar. “você vai lá à loja e apresenta esse vale no valor de R$ 100,00 e recebe o calçado e aproveita também e leva esse envelope com a quantia de R$ 3.000,00 (três mil reais e entrega a ele” disse o ladrão. Ao sair para pegar o presente, ela foi indaga; “ei deixei sua bolsa aqui, pois lá não pode entrar com bolsa” disse o vagabundo.

Dona Elida deixou a bolsa com todo seu dinheiro e documentos e seguiu a referida loja que ficava depois de um muro branco, e a chegar no ,local citado e perceber que não havia nada, ela voltou as pressas e, ao chegar onde tinha deixado os malas não tinha mais ninguém.

O larapio tinha fugido com todo seu dinheiro, deixando para trás apenas um envelope que segundo ela, ele disse que havia R$ 3.000,00 (três mil reais), mas na verdade tinha apenas volantes de jogos e a quantia de R$ 50,00 (cinquenta reais), além de um vale no valor de R$ 100,00 (cem reais) que seria da compra do calçado.

Elida da Silva Santos esteve na Delegacia do 1º Distrito de Bacabal para registrar um BO (boletim de ocorrência) e disse “se der de cara o ladrão que a enganou, tem certeza que o reconhece, porque andou com ele durante o período que foi enganada, ou melhor, roubada”.

Gente, temos que ficar alertas, principalmente nesse período em que os aposentados e pensionistas se descolam ao banco para sacar seu dinheiro. Este é o período em que os bandidos aproveitam para usar todas suas malícias e planos para enganar e roubar as pessoas.

Sem que um idoso for sacar seu aposento é bom que alguém da família venha acompanhado para que caso dessa natureza não aconteça.  Fiquemos alerta. Todo cuidado é pouco.