PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 24 de abril de 2018

ASSISTA: MÃE E FILHA CAEM NO CONTO DO VIGÁRIO: CASAL LEVA MAIS DE 4 MIL DAS VÍTIMAS.

Compartilhar no WhatsApp

Na manhã desta terça-feira, 24, Selma Costa Rodrigues e a mãe, foram vítimas do “conto do vigário”, aplicado por um casal no centro da cidade de Bacabal. Segundo a versão contada por elas, ambas saiam de uma agencia bancaria “Banco do Nordeste”, onde fizeram um saque de R$ 2.000,00 cada uma, perfazendo um total de R$ 4.000,00 (Quatro mil reais). Ao chegar próximo à praça Silva Neto, foram acompanhadas por uma senhora de estatura baixa, branca, cabelo curto com mechas de luzes, com bastante dinheiro, um cartão e um cheque no valor de muito alto.

Na abordagem, a ladra perguntou para as futuras vítimas, se todos aqueles produtos não eram delas, pois tinha visto cair da bolsa quando elas saíram do banco. Imediatamente, Selma respondeu que não. De repente um homem vestindo uma camisa gola polo, verde clara, calça jeans e sapato social, aparentando está bastante nervoso chegou agradecendo por terem encontrado o dinheiro, o cartão e o cheque, também pela ação de devolver tudo.
Uma armação bem-feita, bem ensaiada.

O companheiro da ladrona, convidou a todas para que o acompanhasse até a loja de sua Tia, no Multicenter, onde a mesma tinha uma loja de óculos, e que elas seriam gratificadas bela boa ação, pela honestidade. Cada uma iria ganhar R$ 50,00 e um relógio. O certo é que ao chegar próximo a ótica imaginária, o ladrão disse que não poderia chegar com elas naquele momento pois era dia de pagamento, e para não serem constrangida na revista, era melhor que aguardasse enquanto ele preparava a ida delas.
Selma, desconfiada disse que ia embora, mas foi convencida a ficar pela bandida.
Ao retornar o vagabundo, pediu que a comparsa fosse primeiro. Ao sair, ela deixou com as vítimas a bolsa com dinheiro. Uma forma segundo Selma, de ganhar a confiança de mãe e filha.

Quando voltou, foi logo mostrando os R$ 50,00 (cinquentas reais) e o relógio. A mãe de Selma, inocente, colocou a bolsa da filha dentro da dela e entregou para mulher e se dirigiram até a tal ótica, sem encontrar, retornaram, mas não encontraram mais o casal de ladrões.

Desesperadas se dirigiram a Delegacia do 1º Distrito Policial a fim de registrar um B.O (Boletim de Ocorrência), mas até o fechamento da matéria, ninguém foi preso e o casal ainda não foi identificado.  

Para entender melhor o caso assista a reportagem produzida pelo André Luís.