segunda-feira, 7 de maio de 2018

ASSISTA: SUSPEITO DE ASSASSINAR HOMEM A PAULADAS EM BACABAL, É AGARRADO POR POPULARES E PRESO PELA PM.

Compartilhar no WhatsApp


Uma equipe do Esquadrão Águia foi acionada para atender uma ocorrência de uma tentativa de homicídio ás margem da BR 316, em frente ao caipirinha.  Ao chegar ao local foi constatado que Rejanes conhecido por “Tampinha”, morador de rua e usuário de drogas teria sofrido uma tentativa de homicídio. O crime ocorreu na noite de domingo, 6, por volta das 22h30min, em frente ao “Bar da Tia Preta”, localizado no caipirinha, a margem da BR 316, em Bacabal.

Segundo informações, a vítima que morreu no local, foi assassinada a pauladas.

Pedaço de madeira usada no crime
Detido e linchado por populares quando tentou fugir do local do crime, Adriano Cunha Melo, morador do bairro Novo Bacabal, negou participação no assassinato relatando que estava no local apenas para comprar um cigarro.

Uma testemunha contou que Rejanes o “Tampinha” tinha acabado de encostar na sua barraca pedindo um guardanapo, quando ela foi entregar, chegou um homem e desferiu uma paulada na cabeça da vítima, e que não se contendo, o suspeito desferiu mais umas 10 pauladas. No primeiro momento, a testemunha, disse que não deu para ver o criminoso, mas com a chegada da Polícia Militar, a mesma acabou confessando ao Sgt Valdeci, que o autor do crime seria Adriano.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Agenciaria (SAMU) esteve no local, mas a vítima já tinha vindo a óbito. 


Encaminhado à Delegacia do 1º Distrito Policial Adriano, disse em sua defesa que seu desafeto vinha o ameaçando de morte.

O mesmo ficou à disposição do Delegado Plantonista que para as medidas cabíveis fossem tomadas.

Vale ressaltar que “Tampinha” no dia 4, de abril do corrente ano, foi acionado pela polícia para desenterrar um feto que o mesmo teria enterrado em uma cova rasa no cemitério do Axixá, a pedido de uma mulher que teria perdido a criança devido ter sentido fortes dores.



Assista a reportagem produzida por André Luís e Felipe Carlos.