PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Com tema polêmico, Beija-Flor é campeã do carnaval carioca 2015

Compartilhar no WhatsApp



Com a vitória decidida nas notas dos últimos quesitos, a escola Beija-Flor de Nilópolis comemora o 13ª título de campeã do Grupo Especial do carnaval do Rio de Janeiro.
Ao completar 40 anos, a escola resgatou a exaltação e a alma africanas com um enredo em homenagem à Guiné Equatorial para tentar fugir do sétimo lugar de 2014. Para isso, a Beija-Flor ignorou o polêmico regime político ditatorial vivido pelo país, que garantiu R$ 10 milhões de patrocínio. Na voz de Neguinho da Beija-Flor, o samba-enredo foi um dos pontos altos da passagem, ajudando a manter a empolgação.
A escola foi a terceira a desfilar na madrugada de terça-feira (17) e esbanjou sua tradicional riqueza de detalhes na avenida. Uma série de símbolos da cultura do país africano foi mostrada na Marquês de Sapucaí, como os griôs, anciãos da África Ocidental que tinham a responsabilidade de estudar e reproduzir os saberes do povo. A colonização europeia e a escravidão foram outros temas abordados pela escola.
Nenhuma escola foi punida por descumprir o limite de tempo na avenida. Foram avaliados nove quesitos: harmonia, fantasia, alegorias e adereços, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente, samba-enredo, bateria, enredo, evolução.
As seis melhores colocadas voltam à Sapucaí no sábado (21/2), a partir de 21h, para o desfile das campeãs. A Viradouro, que teve como destaque na comissão de frente a atriz Juliana Paes, foi rebaixada.
Do Correio Braziliense