,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

VÍDEO: SUSPEITOS PELO ASSALTO A POSTO DE COMBUSTÍVEIS EM BACABAL SÃO PRESOS NA CIDADE DE ALTO ALEGRE DO MARANHÃO.

Compartilhar no WhatsApp



A dupla praticou um verdadeiro arrastão em Bacabal, na Rua Frederico Leda, um jovem que não teve o nome divulgado relatou ao Blog falando serio que os criminosos encostaram próximo a ele, sacaram uma pistola e anunciaram o assalto, o jovem vítima entregou celular e outros pertences, entretanto o dinheiro que ele havia sacado os criminosos não tiveram acesso. Na fuga a dupla ainda levou a chave da moto da vítima.

Também na manhã de quarta feira (8), por volta das 9 horas, Ricardo de Carvalho e Vagner Paulo da Silva, foram os criminosos que assaltaram um posto de combustíveis que fica às margens da BR 316.

O frentista que foi abordado pelos criminosos, disse que a dupla chegou em uma motocicleta Honda/Titan, com cinza, placa NXE 6923/São Mateus e, se passando por clientes, Ricardo e Vagner anunciaram o assalto. Do posto Brasil, a dupla levou cerca de R$ 1.000,00 (Mil reais).


De posse da placa da moto que eles utilizaram para cometer os crimes a policia militar chegou até a dupla. Ricardo de Carvalho e Vagner Paulo da Silva ambos de 21 anos, foram presos na tarde de quarta feira (08), na cidade de Alto Alegre do Maranhão, com eles a PM encontrou apenas a moto utilizada nos assaltos.


Segundo guarnição do Destacamento de Alto Alegre do Maranhão, os dois foram presos no Povoado Matinha, (Próximo ao Colégio), por volta das 13 horas, Ricardo de Carvalho e Vagner Paulo da Silva ambos de 21 anos, são moradores do povoado Caxuxa.


Na delegacia os dois foram reconhecidos pelas vitimas como os autores dos assaltos, segundo informações da polícia. Além da motocicleta usada nos assaltos, um papelote contendo uma erva esverdeada aparentando ser maconha e uma quantia de R$ 340,00 em espécie.

Os dois foram apresentados na Delegacia de Policia do 1º Distrito em Bacabal, para que fossem tomadas as devidas providências que o caso requer.

Vídeo: