PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

JOVEM IDENTIFICADO PELO APELIDO DE CHINÊS SE APRESENTA A POLÍCIA CIVIL E CONDESSA TER MATADO VICTOR DE SOUSA (DJ)

Compartilhar no WhatsApp


A apresentação de José Carvalho Sousa de 21 anos,  "chinês", ocorreu na tarde dessa quarta-feira (30) e, de acordo com à polícia Civil, ele decidiu pela apresentação após ver seu apelido sendo cogitado como suspeito para o crime.

Em seu depoimento "chinês" disse que agiu em legítima defesa, pois senão fosse assim, hoje seria a mãe dele a chorar, já que a vítima há muito vinha lhe ameaçando. Ainda segundo o assassino confesso, no dia em que ocorreu o homicídio, Vitor o "DJ" tinha lhe ameaçado de morte, entretanto, ao temer pela própria vida. Chinês decidiu matar o desafeto
 
Apesar da tocaia armada para tirar à vida de Vitor de Sousa Santos, Chinês disse que em momento algum premeditou à morte de seu desafeto, versão que não convenceu à polícia Civil.
 
Mesmo confessando ter cometido o crime, o assassino confesso não ficou preso pelo crime praticado, algo que ocorreu devido ao fim do flagrante e da não expedição de um mandado de prisão em desfavor dele.