segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

ASSISTA: OPERAÇÃO CONJUNTAS DA POLICIAS CIVIL E MILITAR ESTOURA BOCA E PRENDE TRAFICANTE EM BACABAL


Graças ao trabalho do SI (Serviço de Inteligência) do 15º BPM de Bacabal e da Polícia Civil, mais uma Boca de Fumo, foi estourada em Bacabal. A operação contou com várias agentes num total de 10 viaturas das polícias Civil e Militar.

A ação policial aconteceu na noite de sábado (22), na Travessa Tavares de Moura, bairro da Esperança.

O local já sendo monitorado há vários meses e, após todo o levantamento foi pedido os mandados em vários endereços, tanto do indivíduo já conhecido da polícia João Bobó (Dono da Boca de Fumo), como também de pessoas que estavam associadas a ele, pelo crime de tráfico de drogas.




No Primeiro momento as informações eram que existia armas e drogas, por isso a necessidade de pedir apoio de várias VTRs (Cosar, Rádio Patrulha e Força Tática).

No momento em que a polícia adentrou na residência de João Bobó, encontrou ele de arma em punho, no entanto, ao ver os policiais, ele jogou a arma no chão e, se desfez também de uma sacola com drogas e muito dinheiro, fugindo em seguida pulando os quintais das residências dando muito trabalho para ser capturado.

Toda a operação foi acompanhada pelo Delgado Plantonista Daniel Arruda.

João Bobo, não só tem passagens pela polícia, como também condenação por tráfico de drogas. Ele já atua, segundo investigações, há quase 20 anos (vinte) no bairro e, é responsável pela venda e comercialização de entorpecentes naquela área.


Na ocasião foram apreendidos um revólver calibre 38, com seis munições intactas, 103 papelotes de crack, 53 papelotes de cocaína, um saco contendo cerca de 20g de cocaína, um saco contendo maconha prensada, 02 pedras de crack.

Cerca de dois mil oitocentos reais em espécie, um rádio HT comunicador, balança de precisão, aparelhos celulares, notebook .


Foram conduzidos seis homens que serão autuados em flagrante delito por tráfico e associação ao tráfico de drogas.



Para tentar disfarçar a comercialização da droga, no local funciona um Bar, mas que segundo Daniel Arruda, todos já sabiam que também era um local para comercialização de drogas.

O Major Kraieski, subcomandante do 15º BPM, disse que existem vários mandados de busca e apreensão para serem cumpridos, e que essa ação positiva, foi apenas o início da operação.

Segundo o Major, a associação criminosa era bem preparada e estruturada. Três casas subsequentes davam apoio a boca. Além de seguranças em cada local, existiam gerentes, aviõezinhos. O que mais surpreendeu as autoridades policiais, foi encontrar no local um rádio transmissor ligado na frequência da polícia.


“Isso dificultava no trabalho principalmente a noite quando íamos fazer batidas naquela área. Antes de nós chegarmos lá, ele já estava informado e fugia. O perigo para os nossos policiais” concluiu o Major.

A reportagem é de André Luis e Marcones Araújo da TV Mearim, canal 4 - Bacabal.