sexta-feira, 26 de junho de 2020

VÍDEO: POLÍCIA CIVIL PRENDE INTEGRANTE DE ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA QUE ATUA NA CLONAGEM E VENDA DE MOTOS ROUBADAS

 

Durante operação iniciada pela Polícia Militar do 15º ao combate de motos roubadas na região de Bom Lugar e que estendida a São Luís Gonzaga do Maranhão, foi descoberto através de investigações que o nome de uma pessoa aparecia como principal suspeito da venda de motos roubadas na região. Tratava-se um elemento conhecido por Toinho, que imediatamente foi pedido o mandado de prisão preventiva em decorrência dos inúmeras idicioas que ligavam seu nome.

Na quarta-feira (24), Antônio de Melo Pereira, foi até a 16ª Delegacia Regional de Bacabal, se apresentar com seu advogado e, graças a rapidez com que a Polícia Civil tem trabalhado, já estava em posse do delegado regional Carlos Renato, o mandado de prisão em desfavor de Toinho, que ficou preso e foi encaminhado ao presídio de Piratininga.




De acordo com o delegado, Toinho faz parte de uma quadrilha especializada em roubos de motos, com adulteração de chassi, clonagem e também falsificação de documento. O bando atua não só em Bom Lugar, como também vários outros municípios do Estado do Maranhão.

Outras medidas cautelares serão cumpridas, visto que existem outras pessoas que também participam do grupo criminoso.

Em Miranda do Norte a Polícia Civil prendeu uma pessoa que também faz parte da mesma quadrilha de Toinho. A operação chamada “OPERAÇÃO TARÔ” foi realizada em segunda fase na manhã desta quarta-feira (24), teve como objetivo cumprir mandados de busca e apreensão, e mandados de prisão preventiva naquele município.


A ação é um desdobramento de uma grande operação realizada no último mês de abril, onde nove pessoas foram presas por tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação de motos de origem ilícita.

Nesta segunda fase, além do cumprimento de mandados de busca e apreensão, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva.

A Polícia Civil acredita que às três pessoas seriam os administradores de uma grande associação criminosa que também agia em Miranda do Norte e em outras cidades da região na venda de armas, munições e carros clonados.

As investigações continuam para desarticular mais essa organização criminosa, que segundo Carlos Renato, em muitos dos casos matavam os proprietários e condutores dos veículos.


Reportagem de André Luís e Marcondes Araújo.