.

.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

HOMEM PERDE MOVIMENTO DO BRAÇO E DA PERNA APÓS SER ESFAQUEADO E PEDE AJUDA PARA CONSEGUIR CADEIRA DE RODAS.




Dia 08 fevereiro Márcio Lourenço de Oliveira de 28 anos, foi vítima de uma facada, após uma discussão com Claudiane mulher de Rincón que acusava Márcio de ter roubado seu celular. No momento em que ela discutia com Márcio, o primo de Rincón conhecido como “Pablo” efetuou a primeira facada em Márcio que correu até a casa da irmã Vilaneide, já na porta, Pablo teria efetuado mais duas facadas em Márcio, que ainda chegou a sentar em uma cama após ser esfaqueado, mas caiu e bateu com cabeça no chão.

O mesmo foi atendido no local por uma equipe do SAMU e depois levado para o Pronto Socorro de Bacabal. Ele foi atendido pelos médicos, e há gravidade das facadas e na pancada na cabeça que o mesmo levou quando caiu da cama, há suspeita de um TCE.

Márcio foi transferido para o Socorrão II em São Luís Já por volta das 17h00min, nossa equipe conversou por telefone com Vilaneide irmã de Márcio, ela disse que seu irmão já passou por uma cirurgia, mas a situação ainda e critica e requer muito cuidado.

Márcio passou aproximadamente 10 dias internado no Socorrao II em São Luís. Ele recebeu alta e já se encontra em casa, aos cuidados de mãe, pois o mesmo perdeu os movimentos da perna direita, do braço direito e um pouco da visão.


Márcio esta precisando de uma cadeira de rodas para sua locomoção, já que o mesmo se encontra em cima de um cama sendo cuidado por sua mãe, que também pediu a ajuda da população no sentindo de conseguir para ele, uma cadeira de rodas, pois ela tem problema de rins e osteoporose e não tem mais condições de lutar com ele.


O autor das facadas identificado como Pablo, ainda esta foragido.

O PROFESSOR APARECEU




José Antônio de Araújo Neto (Professor Neto) que estava desaparecido ha 5 dias, já apareceu. Ele procurou a equipe do blog falando serio Bacabal para da explicação sobre seu desaparecimento.

Segundo ele, estava para nossa capital São Luís resolvendo problemas de trabalho e pessoais. Ele disse que realmente saiu sem a visar à família.
Disse ainda que viu a postagem no blog falando serio Bacabal, e imediatamente entrou em contato com os familiares avisando do seu paradeiro.


O professor chegou a Bacabal por volta das 19h de sábado (28). Neto esta bem, ele falou que foi só um mal entendido e que agora tudo ficou esclarecido e agradeceu ao blog.

Morre aos 85 anos o empresário Raimundo Florêncio



Morreu no início da noite deste sábado (28), Raimundo Florêncio Monteiro. Pai do deputado estadual Carlinhos Florêncio, o empresário Raimundo Florêncio era natural de Cristais, no Ceará e chegou no Maranhão na década de 50, fixando residencia em Bacabal. 
Foi um dos homens que contribuiu para o progresso do Estado, fundando em 1968 a Empresa Florêncio uma das maiores no setor de transporte rodoviário. 
Raimundo Florêncio estava internado no Hospital UDI em São Luis. 

Homenagem na Assembléia Legislativa
Em dezembro de 2014, a Assembleia Legislativa do Maranhão homenageou o empresário com o Título de “Cidadão Maranhense”, numa indicação do deputado André Fufuca que argumentou na ocasião: “Este bravo nordestino, bravo sertanejo é o símbolo da persistência do homem do sertão que com imensa força de vontade, enfrentou as dificuldades da vida, tornou-se um vencedor que merece ser homenageado por esta casa”. 

O Corpo será velado em sua residência localizada na Praça Santos Dumont, próximo ao antigo hospital Bom Pastor, e deverá chegar a Bacabal por volta das 3 horas da madrugada deste domingo (1).

Blog do Louremar

PROFESSOR NETO ESTA DESAPARECIDO






José Antônio de Araújo Neto (Professor Neto) esta desaparecido há cinco dias sem entrar em contato com os familiares.
A família pede que quem souber do paradeiro do Professor Neto entrem em contato com o número: (99) 9 8122 - 3985.

Preso homem considerado pela PM um dos maiores traficantes de Santa Inês e Região!



Carlos Cantanhede, carro, dinheiro e drogas


A prisão aconteceu durante uma abordagem de rotina da Polícia Militar. Carlos Cantanhede da Silva que estava neste veículo (foto) não teria obedecido à ordem de parada dos policias, que deram início a uma perseguição.

Momentos depois, os PMs conseguiram alcançar o carro do suspeito. Cantanhede ainda tentou fugir a pé, mas acabou sendo preso. Dentro do automóvel foram encontrados drogas e aproximadamente R$ 2.000 em dinheiro.

Durante uma operação realizada ano passado, o Denarc e a Superintendência de Polícia Civil apreenderam no dormitório e na residência do suspeito drogas, dinheiro, armas, munição e diversos cartões de beneficiários do INSS. Na época, Carlos conseguiu fugir, mas, foi preso meses depois durante uma operação feita pelas polícias Civil e Militar. Dias após a prisão, o suspeito já havia conseguido fugir novamente.

Carlinhos, como é conhecido, é considerado um dos maiores fornecedores de drogas da região. De acordo com o capitão Marcos Brito, a prisão do suspeito é o resultado das diversas ações realizadas pela Policia Militar nos últimos dias na cidade de Santa Inês.

HOMEM É ASSASSINADO NA MADRUGADA DE SÁBADO PRÓXIMO AO BAR DO LULA




Jackson Sousa Costa Silva de 26 anos foi vítima de vários disparos de arma de fogo na madrugada sábado na Rua Djalma Dutra no bairro da Areia. Segundo informações de populares repassadas a policia militar, davam conta de que teria sido dois homens que estariam em uma moto Tintan de cor vermelha.




Os dois teriam chegado no veículo e  um deles desceu da moto e efetuou os disparos.  Jackson que estava sentado em uma área próximo ao Bar do Lula, na Rua Djalma Dutra, no bairro da Areia, local onde acontece seresta todas as sextas feiras. Jackson ainda chegou a correr depois de ser atingidos pelos disparos até o Bar do Lula chegando a cair no local, onde foi socorrido por um amigo e levado para o Pronto Socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu..




Segundo informações repassadas para aos policiais, o principal suspeito é John Lennon, primo do Galeno.

Galego que morreu em uma troca de tiros com a polícia militar, em um lago no Novo Bacabal. John Lennon teria sido assassinado segundo informações de amigos da vítima, por causa de uma briga dos dois ainda pelo carnaval.



O principal suspeito do crime ainda não foi preso.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Casal é assassinado na frente do filho de 7 anos, na Zona Rural de Bom Jardim




Um crime bárbaro ocorreu na noite da última quinta-feira (26) no povoado fazendinha, na Zona Rural do município de Bom Jardim, chocou a população daquela região.

O casal identificado como Leandro Araujo Borba (21) e Lucilene Barros Freitas (36), que trabalhava como caseiros da Ex-vice prefeita de Buriticupu, Dra. Wanda dos Santos Nunes, foram assassinados a tiros na frente do filho de 7 (sete) anos de idade.

Apesar de terem levado os celulares do casal, a polícia não acredita que possa se tratar de latrocínio (roubo seguido de morte). A polícia civil de Bom Jardim deve investigar o caso para que possa dar uma resposta a família e para população que está revoltada com o ocorrido.

A vereadora Wanda e seu esposo, o médico Dr. Julio Donizeth, donos da propriedade, estão estado de choque.

Complementação: A criança de 7 anos conseguiu fugir, o povoado fazendinha fica proximo ao assentamento Terra Livre, região da Varig/Miril.

Polícia de Lago da Pedra apreende veículos roubados



Nesta quarta-feira (25), o grupamento da Força Tática, da Polícia Militar de Lago da Pedra, sob o comando do Cap. Márcio Oliveira, apreendeu três veículos roubados. A polícia fez os levantamentos e descobriu as origens dos veículos. Foram apreendidos: um Saveiro Cross vermelho, roubado em Belém do Pará, um Saveiro de cor branca, roubada em Salvadora A e um Fiat Punto vermelho, roubado no Distrito Federal.

As pessoas que estavam de posse dos veículos, que não tiveram os nomes divulgados, foram apresentadas na delegacia para prestarem depoimentos.




quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

NOITE SEM PRAZER EM MOTEL TERMINA NA DELEGACIA DE BACABAL




Na madrugada de quinta feira (26) Carlos André foi conduzido de um motel da cidade até a delegacia do 1º DP pela policia militar, depois de ter usado o quarto e ter se recusado a paga o motel.


A gerência do estabelecimento amoroso ligou para a polícia que imediatamente encaminhou uma guarnição, ao chegarem ao local, Os policias realizaram uma busca no quarto e encontraram com ele dois cachimbos que estavam sendo usados para consumir drogas e uma emenda para uso sexual.





André disse que chegou ao local por volta das 19h com sua parceira. Ele falou ainda, que ela pediu para ele ficar lá enquanto ela iria a sua residência para deixa um dinheiro para seu filho. Para o azar dele, ela não voltou mais para o motel. Quando Carlos André foi olhar sua carteira a mulher tinha levado todo o dinheiro, um total de valor R$ 400,00 (quatrocentos reais).  O mesmo disse que conhece a mulher só de vista, e que já tinha saído com ela umas três  vezes e que ela mora na Trizidela.




André foi encontrado pelo os policiais militar pelado dentro do motel com a emenda na mão toda suja de fezes. O mesmo alega que é usuário de drogas, e iria passar três dias no motel.
Carlos André e morador da Rua 06 da Vila São João em Bacabal.

Assista ao vídeo:
video

ASSISTA AO VÍDEO: AMIGOS, VIZINHOS E FAMILIARES REALIZARAM PASSEATA APÓS LIBERDADE DE TAXISTA






O taxista Francisco Magalhães, passou aproximadamente 15 dias preso no Centro de Ressocialização de Piratininga, por conta de 48 tijolos de maconha num total de quase 50 kg de maconha, que foi encontrado em uma mala dentro seu carro quando ele fazia uma corrida para um homem identificado como “Wanderson Bolacha”, que fugiu do táxi ao avistar os policiais.
Durante este período, vários pedidos de liberdade foram feitos pelo escritório de advocacia do Advogado Bento Vieira. Já na noite da última quarta feira (25), por volta das 18h, o taxista Francisco Magalhães teve sua liberdade concedida pela Justiça.

Uma carreata foi realizada pelas principais Ruas de Bacabal com o taxista Francisco Magalhães em cima de carro com vários amigos de trabalho, vizinhos e familiares em agradecimento as orações e a confiança que depositada em sua pessoa.







Em tempo:

O processo continua na justiça aguardando o desfecho final. o taxista disse que é inocente e que vai provar diante da justiça.

Assista ao vídeo:


video

Polícia Federal realiza grande operação na cidade de Codó





Nas primeiras horas desta quinta-feira (26/02) cerca de 80 policiais civis do Piauí e Maranhão, além de 45 da Polícia Rodoviária Federal estiveram na cidade de Codó cumprindo diversos mandatos de prisão na operação que ficou conhecida como Operação Cocais.
A ação tinha o objetivo de prender carros roubados e clonados no Piauí. Segundo a investigação da polícia, os veículos foram levados para Codó, onde a fiscalização é falha. Os carros, cerca de 20, segundo a polícia, circulavam normalmente.
Ao todo, apenas 3 veículos foram apreendidos e três pessoas detidas, Rafael Reis, Renato Costa e um outro homem identificado como “Rafael Tay”.




Há indícios de que a operação tenha sido vazada, o que dificultou o trabalho da polícia.
Outro detalhe foi a apreensão de um veículo que estava sendo conduzido pela esposa do vice-prefeito de Timbiras. O carro está apreendido na Delegacia Regional de Codó. Ele foi roubado em Goiânia e vendido na região. A esposa do vice-prefeito disse à polícia que não sabia da procedência do veículo.
MAIS INFORMAÇÃO A QUALQUER MOMENTO




'Ele era tranquilo', diz prefeito sobre suspeito de matar família em SC


Alcir Pederssetti é suspeito de matar esposa, filha, sogro, sogra e cunhada.
Seis corpos foram encontrados em casa em Cordilheira Alta nesta quinta.

O suspeito de matar a própria família e depois cometer suicídio (26) em Cordilheira Alta, no Oeste de Santa Catarina, era tranquilo, segundo o prefeito da cidade, Alceu Mazzioni. "Sempre foi um funcionário tranquilo e responsável", afirmou o administrador municipal que decretou luto oficial de três dias e suspendeu as aulas na cidade.
Lana, de 16 anos, é uma das vítimas (Foto: Reprodução/Facebook)

Alcir Pederssetti, de 42 anos, é suspeito de ter matado a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de que ele tenha cometido suicídio após ter disparado contra os familiares. Os seis corpos foram encontrados por volta das 7h30 desta quinta (26) pela empregada doméstica da família.
O suspeito era funcionário público e trabalhava há 10 anos na Secretaria de Agricultura de Cordilheira Alta. "Sempre tranquilo, sempre desempenhava suas funções. Inclusive ontem [quarta-feira] ele ficou a tarde toda lá na prefeitura e estava de férias", afirma o Prefeito Mazzioni. De acordo com a polícia, Alcir não possuía antecedentes criminais.
Corpos em casa
Segundo a polícia, a esposa de Alcir, Monica Pederssetti, de 33 anos, teria sido a primeira vítima. Lana Pederssetti, de 16 anos, filha do casal, foi encontrada morta na sala, ao lado do corpo do pai.

Os corpos dos pais de Monica, Antonio Moresco e Luiza Moresco, de 68 e 65 anos, respectivamente, estavam em um quarto e o corpo da irmã de Monica, Lucimar Moresco, de 36 anos, estava em outro quarto.
Monica e Alcir eram casados (Foto: Montagem/Facebook)
Monica teria sido a primeira vítima de Alcir
(Foto: Montagem/Facebook)













Comoção
A família era conhecida na cidade de 4,1 mil habitantes. Moradores estão abalados com as mortes, especialmente as cerca de 200 famílias, a maior parte de agricultores, moradores do distrito de Fernando Machado, onde ocorreu o crime.

Alguns vizinhos comentaram que ouviram os tiros por volta das 4h30. No entanto, eles disseram que era comum Alcir atirar quando achava que havia alguém suspeito no terreno, então não deram importância.
Conforme a Polícia Militar, foram nove disparos. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o velório da família.  Do G1 SC

DESEMBARGADOR DO PI DERRUBA DECISÃO QUE MANDAVA TIRAR WHATSAPP DO AR

Raimundo Alencar disse que usuários não poderiam ser prejudicados.

Nova decisão diz que aplicativo deve cooperar com a Polícia Civil do PI.



WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas para celular e computador. (Foto: Divulgação/WhatsApp)



Desembargador disse que tema deve ser estudado com mais calma (Foto: Divulgação/WhatsApp)
Uma decisão do desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), derrubou o mandado judicial que mandava tirar do ar o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. Consta no sistema eletrônico do TJ que a liminar foi deferida nesta quinta-feira (26), mas o site omite os motivos da decisão por se tratar de um processo que corre em segredo de Justiça. Em entrevista para a TV Clube, afiliada Globo do Piauí, o desembargador Alencar disse que as empresas telefônicas e seus usuários não devem ser penalizados por uma decisão judicial.
O juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, proferiu mandado judicial no dia 11 de fevereiro para que o aplicativo fosse tirado do ar. O magistrado deu decisão após a empresa não colaborar com investigações da Polícia Civil do Piauí. "A postura da empresa se mantém inerte às solicitações da Justiça Brasileira, desrespeitando decisões judiciais a bel-prazer, tornando-se ‘terra de ninguém’, atentando contra a soberania nacional", disse o juiz por meio de nota à imprensa. "Me baseei no direito que a empresa tem de não ver cerceada a prestação de serviço para o povo brasileiro. A empresa não tem nenhuma relação com o WhatsApp, não armazena os arquivos do aplicativo e não tem nenhuma relação com a decisão judicial (que pedia ao WhatsApp que cooperasse com a Polícia Civil do Piauí)", afirmou.
Juiz informou que WhatsApp descumpriu decisões judiciais repetidamente (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Juiz informou que WhatsApp descumpriu decisões
judiciais (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Na decisão contrário à de Luiz Moura, o desembargador  Raimundo Nonato disse ainda que é preciso ter mais calma com o assunto. “Entendi que a decisão (de pedir a suspensão do WhatsApp), pelo alcance que atinge, exigia uma medida que revelasse a sua eficácia imediata. Entendi que era preciso estudar com calma e mais comedidamente o tema. Entretanto, é claro que a empresa deve fornecer as informações que a justiça solicitou”, disse Raimundo Nonato da Costa Alencar.


G1 falou com o escritório de advocacia responsável pelo pedido de liminar no TJ, que confirmou representar algumas empresas de telefonia, mas que não poderia dar mais detalhes sobre o caso por se tratar de um processo que segue em segredo de Justiça. O Sindicato das Empresas de Telefonia ainda não se pronunciou sobre a nova decisão.


Entenda o caso
O Núcleo de Inteligência da Polícia Civil informou na quarta-feira (25) que um mandado judicial expedido em 11 de fevereiro pedia a suspensão temporária das atividades do WhatsApp. O pedido ocorreu após a empresa se negar a dar informações para uma investigação policial.

De acordo com o delegado geral do Piauí, Riedel Batista, as investigações a que se referem o juiz acontecem por meio da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), que precisou de informações contidas no WhatsApp e o aplicativo se negou a fornecer.


A Secretaria de Segurança do Piauí disse que os processos judiciais que originaram as decisões tiveram início em 2013, mas até o momento os responsáveis pelo WhatsApp não acataram as ordens. Nesta quinta-feira (26), o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar derrubou a decisão de tirar o WhatsApp do ar, mas manteve a obrigatoriedade de a empresa prestar as informações solicitadas pela Polícia Civil. G1