PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

VÍDEO: COMANDANTE PARTICIPA DE DEBATE SOBRE SEGURANÇA COM VEREADORES EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp



A iniciativa ocorreu por parte da Câmara de Vereadores de Bacabal. O motivo para a reunião foi os rumos a serem tomados quanto à segurança pública de Bacabal.

Nos últimos dias a cidade apresentou índices elevados de violência, em menos de 15 dias, 11 lojas foram assaltadas, isso somente na área correspondente ao centro comercial.
Com a acrescente criminalidade, os vereadores bacabalenses decidiram juntarem-se as autoridades locais para debaterem junto à comunidade atos efetivos para minimizar os índices de violência no município.



Todos os 17 vereadores participaram da reunião foi realizada na tarde da última quarta feira (23), além deles o delegado regional Leonardo e o comandante do 15º BPM de Bacabal. A reunião estava prevista para acontecer as 15h00min, mas devido ao atraso, os trabalhos foram iniciados por volta das 16h20min.



Logo de inicio ficou previsto que os vereadores começariam fazendo as perguntas aos operadores da segurança, mas depois, o entendimento foi que o comandante do batalhão iniciasse sua explanação.




Um gráfico foi mostrado pelo Tenente Coronel Miguel Neto, onde ele fez um comparativo das ações realizadas em 2014, e as realizadas agora em sua gestão frente ao 15º BPM. Segundo ele, todas as informações ali contidas foram referentes ao período de janeiro a agosto do ano em curso.


O comandante disse ainda que faltam efetivos e viaturas, e que não tem como reativar os postos da policia militar nos bairros, como pediu os vereadores, porque não teria como manter o efetivo nos respectivos locais, já que tem que haver a troca de tropa, e, que é humanamente impossível 17 policiais realizarem a guarnição de um município com mais de 100 mil habitantes. Disse ainda que o problema dos efetivos, equipamentos e viaturas, não é um problema do comandante Miguel Neto, e, sim, do governo do estado.


O coronel disse ainda que sobre o seu comando a policia militar jamais vai meter o pé na porta seja de quem for, ao arrepio da lei “está de alguma forma associada ao mundo obscuro da ilegalidade”, sem um mandado do juiz.

Assista a reportagem completa produzida pelos repórteres Nando Sousa e Anselmo Sousa.