,

,
VENHA DESFRUTAR DO QUE HÁ DE MELHOR EM LAZER DA SUA REGIÃO.

.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

DOIS TRABALHADORES SÃO MORTOS EM EXPLOSÃO DE CALDEIRA DE VULCANIZADORA, EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp

Uma grande explosão foi ouvida em vários bairros da cidade por volta das 13 horas dessa segunda-feira (31), em Bacabal. Uma caldeira de uma vulcanizadora de pneus “Vulcanizadora União” explodiu destruindo praticamente todo prédio, matando dois funcionários.

A Vulcanizadora União funciona na rodovia BR-316, KM-361, no Distrito Industrial de Bacabal, por trás da fábrica de Ração.

Os dois funcionários tiveram os corpos despedaçados devido à violência da explosão casou um grande susto aos moradores e pessoas que passavam próximo ao local.




Segundo informações repassadas ao blog, a cadeira já tinha presentado um problema na última sexta-feira (28).

Um dos corpos foi identificado sendo de Damião Everton de Oliveira, morador do residencial Terra do Sol III, que trabalho no recapeamento dos pneus. O outro apenas como ‘Júnior’.








O fogo começou por volta das 14:30 horas na Vulcanizadora União, localizada na BR 316, próximo ao Supermercado Carvalho. Segundo informações de populares, o fogo começou com o acidente de uma máquina de vulcanização. Ela teria virado de lado e aconteceu um curto-circuito.

Em 2012 um incêndio provocado por uma grande explosão no prédio da Vulcanizadora União que funciona na BR 316, próximo ao Comercial Carvalho, só são teve mairoes proporções por causa da ajuda de populares e um carro de limpa fossa que ajudou a apagar o incêndio que apresentava perigo a outros prédios vizinhos. Na epoca não tinha Corpo de Bombeiros em Bacabal, e o fato do incêndio ter sido apagado com fezes, foi noticia em rede nacional. 
  
Não fomos informando se a vulcanizadora onde ocorreu a explosão de hoje, é de propriedade do mesmo dono da que funciona próximo ao Carvalho, também na BR 316.  


O caso da explosão da tarde de segunda, será investigado pela Polícia Judiciária e Bombeiros, já que segundo relatos do Corpo de Bombeiros, eles não sabiam da existência da fábrica no local.