PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 24 de abril de 2018

HOMICIDA É CONDENADO A 14 ANOS DE PRISÃO: CRIME FOI MOTIVADO POR CIÚMES

Compartilhar no WhatsApp


Aconteceu nesta terça-feira, 24, o Juri Popular de Magno Antônio Alves Costa, 22 anos, acusado de assassinar Antônio Carlos Alves Coelho, 36 anos, conhecido como “Tamarina”.


O julgamento terminou por voltas das 14 horas. O réu foi sentenciado a 14 anos de reclusão em regime fechado.

O condenado estava preso desde a data do crime. 







O crime ocorreu na tarde de quinta-feira, 25, dezembro 2014, Antônio Carlos Alves Coelho, 36 anos, conhecido como “Tamarina”, foi vítima de várias facadas no Bar Santa Fé, localizado na Avenida João Alberto, bairro Areial, em Bacabal, por volta das 16 horas, quando estava jogado dominó.

Na época, um policial militar identificado como “Salazar”, que passava pelo local deu ordem de prisão para “Magno”, que reagiu e partiu para cima do policial, outro comparsa atingiu o PM com pedaço de madeira chegando a fraturar a clavícula do PM, que efetuou um tiro na perna de Magno.

A vítima Antônio Carlos Alves Coelho, o “Tamarindo” ainda foi levado ao Pronto Socorro Municipal, mas não resistiu.

O mesmo trabalhava como carregador em uma distribuidora de cerveja de Bacabal.

Segundo informações repassadas a Polícia Militar, “Tamarindo” tinha um caso com a ex-mulher de “Magno”, que não aceitava a separação.

No dia 23, de junho de 2015, aconteceu no Fórum de Bacabal, a audiência de extrusão de Magno Antônio Alves Costa, por volta das 10 horas. Na porta Fórum de Bacabal, amigos e familiares de Antônio Carlos, esperavam a chegada com acusado com faixas, cartazes e camisas pedindo justiça.